13:00 21 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    0 21
    Nos siga no

    O herpetologista amador grava momentos ousados ao deixar que uma cobra selvagem o pique para educar as pessoas sobre os répteis.

    David Orin Humphlett, 21, faz vídeos que avaliam o quão dolorosas são as picadas de cobra, filmando os répteis que são testados mordendo seu dedo indicador, reporta o Daily Mail.

    O amante destes animais diz que uma das cobras tem "pressão zero de mordida" e "mandíbulas muito fracas", avaliando a mordida como um em dez.

    O homem tem paixão por todos os répteis e afirma que sua motivação para fazer os vídeos chocantes não tem nada de sádico, mas antes tem como objetivo mostrar às pessoas que as cobras não são realmente tão perigosas.

    David Humphlett mostrando nas redes sociais a verdadeira natureza da picada de cobra
    David Humphlett mostrando nas redes sociais a verdadeira natureza da picada de cobra

    Humphlett afirma que "a maioria das mordidas que eu levo, especialmente as picadas de cobra, elas não são realmente dolorosas. A última coisa que quero fazer é exagerar e demonizar a cobra. [...] A verdade é que picadas de cobra não doem muito. Mas eu levei uma mordida de iguana uma vez e doeu e deixou uma cicatriz".

    O jovem diz que quer ver as pessoas "transformadas e educadas sobre cobras. É um jogo ideológico e tenho a intenção de jogá-lo".

    David tem caçado cobras venenosas por cerca de cinco anos até agora, e aprimorou suas habilidades ao longo do tempo. Na verdade, ele se comparou com o famoso zoólogo Steve Irwin que, por sua vez, "adora cobras e todos meus vídeos de mordidas".

    Mais:

    Cobra supervenenosa invade quarto de criança na Austrália (VÍDEO)
    Píton-carpete surpreende família australiana ao surgir no banheiro (FOTOS)
    Píton intrusa de 4 metros é encontrada em telhado de galinheiro
    Tags:
    ciência, educação, mordida, réptil, cobras
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar