14:36 22 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    0 17
    Nos siga no

    Agora, as bonecas sexuais podem ser submetidas a rituais funerários, liderados por monges japoneses e atrizes no ramo pornográfico, antes mesmo de serem enviadas para uma empresa de eliminação de resíduos industriais.

    Como as bonecas sexuais muitas vezes se tornam o foco de afeto de pessoas solitárias ao redor do mundo, uma empresa no Japão agora oferece aos donos a oportunidade de colocar suas queridas companheiras artificiais para "descansar em paz" através de uma cerimônia funerária real, relata SoraNews24.

    No Japão há uma série de santuários e templos que realizam serviços para bonecas, devido à crença de que elas realmente têm almas como os humanos. Mesmo assim, elas não recebem o mesmo tratamento de humanos devido ao estigma que as envolve, de acordo com a mídia.

    A empresa Human Love Doll comenta que "as bonecas de amor nascem para ser amadas", e oferecem uma variedade de planos funerários completos com rituais funerários "liderados por monge japonês e atriz AV [que trabalha no ramo pornográfico] Rei Kato".

    O plano padrão, que custa 50.000 ienes (R$ 1.930), inclui um funeral e um serviço fúnebre, com o proprietário recebendo um certificado funerário e "uma foto ou vídeo comemorativo da cerimônia".

    Japonês Masayuki Ozaki com sua boneca sexual Mayu
    © AFP 2019 / Behrouz MEHRI
    Japonês Masayuki Ozaki com sua boneca sexual Mayu

    Após a realização de todos os rituais, a boneca seria então enviada para ser processada por uma empresa de eliminação de resíduos industriais, que é parceira da empresa citada.

    Os serviços fúnebres também estão disponíveis para bonecas normais, animais de pelúcia e estatuetas, acrescenta a mídia.

    Mais:

    Pessoas já trocam parceiros por bonecas sexuais com inteligência artificial, revelam produtores
    Sexo com limites: pesquisadores querem que bonecas sexuais possam dizer 'não'
    Chinês revela por que 'adotou' bonecas sexuais
    Tags:
    funeral, Japão, robôs sexuais, bonecas infláveis
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar