08:53 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Vista da ilha de Creta, Grécia

    Mulher passa 40 horas à deriva no litoral da Grécia e sobrevive comendo balas jujuba (FOTOS)

    © Sputnik / Vladimir Rodionov
    Mundo insólito
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    Kushila Stein, uma neozelandesa de 47 anos, passou 40 horas à deriva no litoral da ilha grega de Creta, tendo conseguido sobreviver comendo balas jujuba após perder o remo de seu bote inflável.

    Tudo começou quando Kushila Stein resolveu acompanhar e ajudar o proprietário de um veleiro britânico a navegar do sul da Turquia para Atenas, Grécia.

    Durante o trajeto, a mulher resolveu pegar um bote inflável que estava no veleiro para fazer uma parada na ilha grega de Folegrandos.

    Após realizar sua parada e comprar algumas balas jujuba, Kushila Stein mandou uma mensagem para o capitão do veleiro dizendo que voltaria em breve para a embarcação, segundo publicou o portal Stuff.

    Neozelandesa Kushila Stein foi encontrada em um bote após desaparecer na Grécia.

    No entanto, a mulher não voltou a bordo conforme o programado. Após algumas horas de espera, o capitão do veleiro resolveu acionar as autoridades gregas sobre o sumiço de Stein.

    "Ele [o capitão do veleiro] pensou 'isso não está nada bom' e chamou a polícia", contou a mãe de Kushila, Wendy, sobre a reação do homem.

    Buscas e sobrevivência

    Após serem alertadas, as autoridades marítimas gregas iniciaram a busca por Kushila usando lanchas, aeronaves e até mesmo um drone submarino.

    Enquanto isto, Kushila tinha perdido para o mar o remo do bote inflável, que não tinha motor e a deixou à deriva.

    Tentando sobreviver, Kushila envolveu partes do seu corpo com sacos plásticos, ao passo que, sem água a bordo, se alimentou das balas jujuba que havia comprado.

    Além disso, a mulher estava munida com um casaco com capuz que lhe permitiu proteger a cabeça dos raios solares.

    Resgate

    Após 40 horas de buscas, uma das embarcações de resgate da Grécia encontrou a mulher a cerca de 110 quilômetros da ilha grega de Creta, no mar Egeu.

    Apesar de não ter tido água para beber durante todo o tempo, Kushila Stein foi resgatada em bom estado de saúde e foi levada para um hospital.

    Mais:

    Piratas sequestram 9 tripulantes de navio norueguês em águas da África Ocidental
    Google Maps capta cena íntima em praia na Grécia (FOTO)
    Mistério do Triângulo das Bermudas: lula gigante seria chave do sumiço de barcos
    Tags:
    barco, Grécia, mar Egeu, Creta
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar