16:25 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Peixe-lagarta capturado por expedição científica perto da Austrália

    Jovem pesca 'peixe dinossauro' e se assusta (FOTO)

    © Foto/ Museu Vitória e do Arcevo Marítimo Nacional
    Mundo insólito
    URL curta
    0 106
    Nos siga no

    Oscar Lundahl, um norueguês de 19 anos, se assustou ao pescar um peixe quimera de rabo longo e olhos enormes perto da ilha de Andoya, Noruega.

    A aventura começou quando Lundahl foi pescar linguado no litoral da ilha de Andoya. Com uma vara de quatro anzóis, Oscar colocou como isca uma manjubinha em um dos anzóis.

    De repente, um peixe desconhecido mordeu a isca, o que deu início a uma batalha de 30 minutos com o pescador. Embora tudo parecesse ser uma pesca normal, Oscar teve uma grande surpresa.

    "Eu levei 30 minutos para tirá-lo da água porque ele estava cerca de 800 metros no fundo", disse Oscar ao tabloide The Sun.

    Quando o peixe saiu da água, Oscar teve um baita susto. A aparência do animal era tão assustadora que o jovem norueguês quase virou seu barco de medo.

    Que tal Oscar fazer um vídeo bacana com esse peixe no YouTube?

    Espécie antiga

    O peixe em questão nada mais era do que uma quimera. O animal era descrito pelos antigos gregos como sendo um peixe com cabeça de leão e cauda de dragão.

    A espécie já existe há cerca de 300 milhões de anos e seria um parente dos tubarões. Por se tratar de um peixe das profundezas, sua pesca é algo raro de acontecer.

    Infelizmente, o animal com aparência jurássica não sobreviveu. Oscar o levou para casa e fez um peixe frito empanado pra lá de bom.

    "Apesar de sua aparência feia, ele é bem gostoso. Parece com bacalhau, só que mais gostoso", comentou Oscar.

    Mais:

    É um escorpião voador? Criatura bizarra é flagrada passeando em bosque (FOTO, VÍDEO)
    Pesadelo do fundo do mar: criaturas que dão medo a qualquer um (Fotos)
    Criatura bizarra com pescoço de serpente é filmada na Alemanha
    Tags:
    medo, susto, Noruega, pescador, peixe
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar