23:10 26 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    6617
    Nos siga no

    As previsões do vidente francês Nostradamus foram escritas de uma forma para que leitores as interpretassem conforme suas expectativas. O médium britânico Craig Hamilton-Parker acredita que algumas profecias do século XVI possam se realizar em 2019.

    O francês Nostradamus é considerado o vidente mais famoso do mundo. Embora as previsões dele não contenham prazos e detalhes, apoiadores acreditam que uma série de profecias vá se realizar em breve.

    Adeptos contemporâneos das profecias de Nostradamus acham que ele previu o Grande Incêndio de Londres em 1666, a morte de Henry II e a ascensão de Adolf Hitler. 

    O conhecido médium britânico Craig Hamilton-Parker revelou que Nostradamus previu um ano violento para todo o mundo.

    Segundo Hamilton-Parker, Nostradamus avisou sobre uma tentativa de assassinato do presidente dos EUA, Donald Trump, e trabalho sob uma espécie de um acordo com o presidente russo Vladimir Putin entre 2019 e 2020. 

    "Eu sinto que Trump vai ter um segundo mandato, mas Nostradamus prevê que a tentativa de assassinato de Trump vá ser durante seu segundo mandato", revelou o médium à edição Express.

    Quanto ao possível acordo com o presidente russo, de acordo com Hamilton-Parker, trata-se de um acordo semelhante ao assinado pelos EUA e Coreia do Norte durante a cúpula de Singapura.

    Além disso, Hamilton-Parker declarou que Nostradamus também previu o início de uma guerra no Oriente Médio em 2019.

    "Acredito que as primeiras inquietações ligadas a isso vão começar em 2019, mas não será uma guerra de grande escala", explicou o médium.

    Os adeptos das previsões de Nostradamus acham que ele previu o Grande Incêndio de Londres em 1666 e a ascensão de Adolf Hitler. Anteriormente, surgiram especulações que o recente incêndio na Catedral de Notre-Dame de Paris também teria sido previsto pelo famoso vidente francês.

    Mais:

    Apocalipse à vista? Cientistas calculam datas de um provável fim do mundo
    Cientistas não poderão ocultar de nós aproximação do apocalipse
    Tags:
    guerras, acordos, previsões, Oriente Médio, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar