08:10 29 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    5713
    Nos siga no

    No início desta semana, um satélite que sobrevoou o norte ártico russo captou uma imagem um tanto curiosa. Na foto podem ser vistos uma luz brilhante e um longo rastro parecido com aqueles deixados por aviões no céu que se estendem por quilômetros.

    À primeira vista, a imagem pode ser confundida com o lançamento de um míssil voando pelo ar. No entanto, trata-se do novo submarino de quarta geração do projeto 955A (Borei-A) Knyaz Vladimir, sugere a revista Forbes.

    A imagem chamou atenção do especialista de inteligência de fonte aberta Frank Bottema. O especialista estava analisando a circulação de outras embarcações quando se deparou com aquilo que parecia ser um míssil em pleno voo no mar Branco perto da cidade portuária de Severodvinsk.

    Tendo em conta sua localização e o fato de não terem sido emitidos quaisquer avisos ou restrições em zonas marítimas (que podem indicar a realização de testes de mísseis), ele pensou que não se tratava de lançamento de mísseis. Porém, visualmente é incomum para um submarino ter este aspecto em imagens de satélite.

    ​Imagem rara e muito legal de satélite mostra submarino da Marinha da Rússia da classe Borei-II (Borei-A) deixando pela primeira vez o porto de Severodvinsk depois de entrar em serviço. É incomum ver um rastro tão longo, quase parece um míssil.

    As condições do mar devem ser responsáveis para que a esteira permaneça visível a uma distância tão grande. De acordo com a edição, o submarino Knyaz Vladimir usa o sistema de propulsão pump-jet, tal como os mais recentes submarinos da classe Virginia da Marinha dos EUA, o que pode ter contribuído para ser visível este rastro incomum.

    Este submarino nuclear de nova geração entrou em serviço da Marinha russa no dia 12 de junho. A cerimônia ocorreu na cidade de Severodvinsk, no norte do país, onde a embarcação passou com êxito por todos os testes necessários.

    O Knyaz Vladimir é capaz de transportar 16 mísseis balísticos intercontinentais Bulava, que têm alcance de mais de nove mil quilômetros. Além disso, é silencioso e tem capacidades superiores de manobra e controle de armas do que seus antecessores.

    Mais:

    Novíssimo submarino nuclear russo inicia testes de mar no Ártico (VÍDEO)
    Coreia do Norte poderia integrar novo submarino em arsenal nuclear estratégico
    Marinha russa deve receber novo submarino nuclear em dezembro de 2020
    Tags:
    satélite, Ártico, Marinha da Rússia, classe Borei, míssil balístico, Rússia, Knyaz Vladimir, submarino nuclear
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar