12:56 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Supostos militantes dos grupos terroristas Daesh e Talibã em uma delegacia no Afeganistão, em 3 de outubro de 2017

    Enviado russo: terroristas querem desestabilizar situação na Ásia Central

    © AFP 2018 / Noorullah Shirzada
    Mundo
    URL curta
    713

    Terroristas estão se preparando para desestabilizar a situação política na Ásia Central, segundo afirmou hoje o enviado especial da presidência russa para o Afeganistão, Zamir Kabulov.

    De acordo com dados da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC) citados pelo diplomata, cerca de 2.500 combatentes do grupo extremista Daesh (proibido na Rússia e em vários outros países) estariam deixando a Síria e o Iraque com destino ao Afeganistão. 

    "Os que migram, em geral, são os oriundos da Ásia Central. Enviam essas pessoas para se preparar e desestabilizar a situação política interna na Ásia Central, e não para combater as tropas estrangeiras no Afeganistão", disse o enviado do Kremlin em declarações ao canal RT

    O Afeganistão vive uma longa fase de instabilidade política, social e de segurança em decorrência de inúmeros ataques ligados às atividades do movimento Talibã e também à atuação, desde 2015, do Daesh, apesar da forte presença militar dos Estados Unidos e de outros países aliados. 

    Mais:

    Rússia espera trazer o Talibã para negociações sobre o Afeganistão
    Rússia usará sanções do Conselho de Segurança para combater Daesh no Afeganistão
    Enviado russo: número de terroristas do Daesh no Afeganistão pode chegar a 10 mil
    Tags:
    Talibã, Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC), Daesh, Zamir Kabulov, Afeganistão, Ásia Central, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik