17:04 20 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Forças governamentais sírias avançam com ofensiva na cidade de Douma, último baluarte de rebeldes na região de Ghouta Oriental, 8 de abril de 2018

    Rússia: todas condições foram criadas para OPAQ investigar Douma

    © AFP 2018 / Stringer
    Mundo
    URL curta
    480

    As autoridades sírias criaram todas as condições para o trabalho normal da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) em Douma, na Síria. A sua segurança está sendo assegurada, disse nesta segunda-feira o Representante Permanente da Rússia na ONU em Genebra, Gennady Gatilov.

    "Os especialistas da OPAQ estão atualmente no local para determinar a verdade. As autoridades sírias e representantes da polícia militar russa estão apoiando-os em todos os sentidos. Todas as condições para que trabalhem normalmente foram criadas. Primeiro de tudo, do ponto de vista de assegurar sua segurança ", disse Gatilov a repórteres.

    O Representante Permanente junto ao Escritório da ONU em Genebra também disse que a possível transferência das conversações sobre a Síria sob a égide da ONU de Genebra para Viena não está sendo considerada no momento.

    "Genebra continua a ser o anfitrião das conversações sírias. Seria lógico manter o processo de negociação neste formato… De qualquer forma, não se fala sobre a transferência da plataforma de negociação de Genebra para Viena", disse Gatilov aos repórteres em Genebra..

    A ministra austríaca das Relações Exteriores, Karin Kneissl, propôs anteriormente Viena como anfitrião alternativo para as conversações de paz sírias, que estão sendo realizadas em Genebra sob a égide das Nações Unidas.

    Segundo Kneissl, a Áustria também poderia assumir o papel de mediadora de do conflito sírio, se receber o mandato apropriado.

    Mais:

    Em protesto contra ataques na Síria, francês que vive no RJ renuncia à cidadania francesa
    Analista: sistemas S-300 russos na Síria impedirão Israel de agir contra Irã
    Opinião: 'Libertação de Ghouta Oriental impulsionou ataque ocidental na Síria'
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik