07:01 15 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    EUA e aliados efetuam ataque de mísseis contra Síria (90)
    240
    Nos siga no

    O representante permanente da Rússia na Organização para a Segurança e Cooperação da Europa (OSCE), Aleksandr Lukashevich, declarou neste sábado (14) que as última ações dos Estados Unidos, Inglaterra e França na Síria ajudam diretamente os terroristas.

    As forças dos EUA, França e Grã-Bretanha lançaram na manhã deste sábado um ataque com mísseis contra a Síria em resposta ao suposto ataque com armas químicas em Ghouta Oriental. As autoridades sírias negaram categoricamente as acusações.

    "As ações de Washington, Londres e Paris, ajudam diretamente os terroristas na Síria, que estão sob seu controle. Isso contradiz diretamente os compromissos destes países na OSCE. Tais passos são absolutamente inaceitáveis ​​e injustificáveis", disse Lukashevich em um comunicado.

    De acordo com o diplomata, os EUA, Reino Unido e a França identificam-se como "mundo civilizado" por suas ações na Síria de uma maneira cínica e violam o direito internacional, o qual eles se comprometeram a apoiar e defender como cofundadores da ONU. 

    Na noite da sexta-feira (13), o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou uma ação militar na Síria em resposta ao suposto ataque com armas químicas na cidade de Douma, no subúrbio de Damasco, no leste de Ghouta. Como resultado, Washington e seus aliados — a França e o Reino Unido — dispararam mísseis contra instalações na Síria que eles acreditam estarem relacionadas à produção de armas químicas.

    Tema:
    EUA e aliados efetuam ataque de mísseis contra Síria (90)

    Mais:

    Ataques dos EUA à Síria deixam 3 civis feridos, diz embaixador sírio na ONU
    Conselho de Segurança da ONU rejeita condenar ataque dos EUA contra a Síria
    EUA, França e Reino Unido prontos para propor resolução sobre a Síria na ONU
    Próximos alvos? Ataque à Síria é recado para Irã e Hezbollah, diz ministro israelense
    Tags:
    terroristas, armas químicas, mísseis, ataque, Rússia, EUA, Douma, Ghouta, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar