20:14 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Mulheres não deveriam ser tratadas como seres de segunda classe, diz a frase em Banglore, na Índia. O grupo Repórteres sem Fronteiras colocou uma série de imagens no Google Street View com frases críticas em cartões postais de várias localidades do mundo.

    'Frases que os líderes mundiais não querem ver' agora estão no Google Maps

    Reprodução
    Mundo
    URL curta
    326

    O grupo "Repórteres Sem Fronteiras" colocou uma série de imagens no Google Street View com frases em cartões postais de várias localidades do mundo. As imagens feitas com Photoshop estão intrigando os internautas e carregam mensagens críticas de jornalistas censurados.

    Em conjunto com a agência Åkestam Holst, de Estocolmo, a organização batizou o projeto de “Outdoors Sem Fronteiras”.

    Em alguns dos casos, os comentários são de jornalistas que foram presos ou até executados. Em outros, como no caso do outdoor da Times Square, em Nova York, a frase faz referência a Rebecca Buckwalter-Poza, do jornal Daily Kos, que foi bloqueada por Donald Trump no Twitter. 

    O projeto trabalha substituindo as imagens do Google Maps por imagens editadas com as frases. Se passou pela sua cabeça que isso não é permitido pelas regras do Google, você está certo.

    A Rússia ganhou a Casa Branca para você, Donald Trump, diz a frase em Nova York, nos EUA em referência a um suposto esquema entre Trump e o Kremlin. O grupo Repórteres sem Fronteiras colocou uma série de imagens no Google Street View com frases críticas de jornalistas censurados em cartões postais de várias localidades do mundo.
    Reprodução
    "A Rússia ganhou a Casa Branca para você, Donald Trump", diz a frase em Nova York, nos EUA em referência a um suposto esquema entre Trump e o Kremlin. O grupo "Repórteres sem Fronteiras" colocou uma série de imagens no Google Street View com frases críticas de jornalistas censurados em cartões postais de várias localidades do mundo.

    "As contribuições devem ser baseadas em informações e experiências reais", diz o Google dentro de seus termos de política de uso do serviço. Conteúdo deliberadamente falso, fotos copiadas ou roubadas, revisões fora de contexto, linguagem difamatória, ataques pessoais, e conteúdos incorretos ou desnecessários violam nossa política".

    Portanto, enquanto as imagens são visíveis, você não deveria esperar muito para vê-las, pois não estarão por lá por muito tempo.

    Ser gay é normal, diz a frase em Moscou, Rússia. O grupo Repórteres sem Fronteiras colocou uma série de imagens no Google Street View com frases críticas de jornalistas censurados em cartões postais de várias localidades do mundo.
    "Ser gay é normal", diz a frase em Moscou, Rússia. O grupo "Repórteres sem Fronteiras" colocou uma série de imagens no Google Street View com frases críticas de jornalistas censurados em cartões postais de várias localidades do mundo.

    Para a organização sem fins lucrativos sueca, o objetivo não é a permanência, mas a conscientização.

    "Queremos dar reconhecimento os jornalistas que foram silenciados e republicar suas mensagens", diz Jonathan Lundqvist, presidente da Repórteres Sem Fronteiras na Suécia, conforme citado pelo site Adweek.

    “Nenhum regime deve sair ameaçando, censurando ou prendendo qualquer membro da imprensa. Agora as mensagens estão de volta ao lugar em que pertencem: em letras grandes em lugares públicos no centro dos países governados pela censura. A liberdade de imprensa e liberdade de expressão não deve ser interrompida", completou.

    Tags:
    censura, protesto, Google, Repórteres Sem Fronteiras, Donald Trump, Rebecca Buckwalter-Poza, Moscou, Rússia, EUA, Nova York, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik