10:31 14 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Bandeira da OTAN é queimada durante protestos na Rússia

    OTAN diz que não quer nova Guerra Fria ou nova corrida armamentista

    © AFP 2018 / MAXIM AVDEYEV
    Mundo
    URL curta
    Novo arsenal da Rússia (46)
    19150

    A OTAN comentou o discurso do presidente russo, Vladimir Putin, na Assembleia Federal da última quinta-feira, em que ele anunciou o desenvolvimento de uma série de novas armas nucleares.

    A OTAN declarou nesta sexta-feira (2) que as advertências do presidente russo, Vladimir Putin, aos aliados da Aliança do Norte são "inaceitáveis" e não ajudam os esforços para acalmar as tensões.

    "Declarações russas que ameaçam alvejar aliados da OTAN são inaceitáveis e contraproducentes", disse a porta-voz da OTAN, Oana Lungescu, em um comunicado.

    "Nós não queremos uma nova Guerra Fria ou uma nova corrida armamentista", disse ela, acrescentando também que o sistema de defesa antimísseis da OTAN na Europa não estava voltado para a Rússia.

    O porta-voz presidencial russo, Dmitry Peskov, por sua vez, declarou que a Rússia não pretende atacar ninguém, destacando que seus armamentos não ameaçam aqueles que não tem planos de atacar Moscou.   

    Na última quinta-feira, Vladimir Putin fez seu discurso anual na Assembleia Federal e anunciou que a Rússia desenvolveu drones subaquáticos intercontinentais e mísseis de cruzeiro com capacidade nuclear.

    Tema:
    Novo arsenal da Rússia (46)

    Mais:

    Putin classifica retórica de 'nova Guerra Fria' como propaganda
    Putin sobre novo drone submarino russo: 'é simplesmente fantástico'
    Vladimir Putin discursa perante Assembleia Federal da Rússia
    Tags:
    discurso, Guerra Fria, corrida armamentista, armamento, Assembleia Federal, OTAN, Vladimir Putin, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik