01:20 21 Julho 2018
Ouvir Rádio
    A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, conversa com o presidente francês, Emmanuel Macron, durante um encontro de líderes da União Europeia em Bruxelas

    Alemanha e França condenam ataques contra Embaixada da Rússia na Síria

    © AP Photo / John Thys, Pool Photo via AP
    Mundo
    URL curta
    18819

    O governo da Alemanha afirmou nesta sexta-feira que tanto Berlim como Paris condenam os ataques que têm ocorrido contra o povo sírio e também contra a Embaixada da Rússia em Damasco, na Síria, no contexto do sangrento conflito com foco na região de Ghouta Oriental.

    "A França e a Alemanha condenam fortemente os ataques direcionados à população civil, incluindo muitas crianças, bem como à infraestrutura civil e médica. Esses ataques violam as regras básicas do direito internacional humanitário. A Alemanha e a França também condenam os ataques contra a Embaixada russa em Damasco", informou o porta-voz Steffen Seibert após um encontro da chanceler Angela Merkel com o presidente francês, Emmanuel Macron, em Bruxelas.

    Merkel e Macron escreveram hoje uma carta ao presidente russo, Vladimir Putin, pedindo apoio para um projeto de resolução atualmente em discussão no Conselho de Segurança das Nações Unidas que pretende estabelecer um cessar-fogo e facilitar a chegada de ajuda humanitária a Ghouta Oriental, atual foco das hostilidades entre as partes em conflito na Síria. 

    "Diante da situação das pessoas no leste de Ghouta, a França e a Alemanha exigem a cessação imediata das hostilidades e a implementação de um cessar-fogo para fornecer apoio civil, acesso humanitário e evacuações médicas, como solicitado pela ONU."

    Mais:

    Terroristas atacam embaixada da Rússia em Damasco, na Síria
    O que a grande mídia não irá te dizer sobre Ghouta Oriental na Síria
    Moscou: países que apoiam terrorismo são responsáveis pela situação em Ghouta Oriental
    Tags:
    UE, Nações Unidas, União Europeia, ONU, Emmanuel Macron, Angela Merkel, Vladimir Putin, Ghouta Oriental, Ghouta, Damasco, Bruxelas, Bélgica, Berlim, Síria, Alemanha, Moscou, França, Paris, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik