08:21 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Embaixadora dos EUA na ONU afirma que o Irã deve ser punido por supostamente violar o embargo de armas ao Iêmen

    EUA: hora de a ONU agir contra o Irã

    © REUTERS / Morteza Nikoubazl
    Mundo
    URL curta
    15120
    Nos siga no

    É hora de o Conselho de Segurança da ONU agir contra o Irã, levando em consideração o relatório de especialistas das Nações Unidas que afirmam que Teerã violou o embargo de armas ao Iêmen. Foi o que declarou nesta quinta-feira a embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley.

    De acordo com esse relatório, publicado pela AFP, o Irã não teria conseguido impedir a entrega, a rebeldes houthis do Iêmen, de elementos de mísseis balísticos disparados contra o território da Arábia Saudita. 

    "Esse relatório destaca aquilo que nós dizemos há meses: o Irã transferiu armas ilegalmente, em violação a múltiplas resoluções do Conselho de Segurança", declarou a diplomata norte-americana. "O mundo não pode continuar a deixar essas violações flagrantes sem resposta. É hora de agir para o Conselho de Segurança". 

    Teerã nega veementemente ter armado os rebeldes houthis, acusando os Estados Unidos de terem fabricado provas relacionadas a essa acusação.

    Mais:

    Irã pretende salvar mar Cáspio da catástrofe ecológica
    Irã tem base militar na Síria?
    Irã declara fim 'da época dos ataques impunes' na Síria
    Tags:
    armas, houthis, Conselho de Segurança da ONU, AFP, Teerã, Arábia Saudita, Irã, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar