05:35 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Tokamak chinês EAST (reator experimental de fusão nuclear)

    Três cidades chinesas competem para sediar a primeira central de fusão nuclear da Terra

    © AP Photo / Xinhua, Cheng Li
    Mundo
    URL curta
    2171
    Nos siga no

    Ao contrário das usinas de energia nuclear que usam urânio, a fusão nuclear não produz qualquer tipo de resíduos radioativos.

    O governo chinês deu seu aval ao ambicioso projeto que busca criar a primeira estação experimental de energia de fusão nuclear. A decisão foi tomada em 6 de dezembro e já existem pelo menos três cidades no país que desejam hospedar este projeto, informa o South China Morning Post.

    Um grupo de cientistas chineses vem trabalhando desde 2013 para desenvolver o desenho conceitual do projeto, que oferecerá a possibilidade de um fornecimento de energia quase ilimitado. Xangai, Hefei e Sichuan são candidatas para hospedar a usina inovadora. Estima-se que sua construção custe mais de 15 milhões de dólares e que a instalação esteja pronta em 2035.

    "Este projeto atrairá o talento científico de outras cidades da China e do mundo", porque "poderá transformar [a cidade escolhida] em um dos centros de inovação mais dinâmicos do mundo", disse Tang Jun, cientista do Instituto de Ciência e Tecnologia Nuclear da Universidade de Sichuan.

    O objetivo desta central, cujo reator irá aquecer gás hidrogênio a uma temperatura dez vezes maior do que o núcleo do Sol, é gerar uma grande quantidade de energia. Estas altas temperaturas provocarão o processo chamado fusão, que consiste na união dos átomos de deutério e trítio para formar hélio. Apenas uma parte da massa ficará perdida no processo, criando assim uma enorme quantidade de energia. De acordo com especialistas, esta tecnologia poderia ser a solução para os problemas de energia da humanidade, uma vez que o hidrogênio é encontrado abundantemente nas águas dos oceanos.

    Outra grande vantagem desta iniciativa, afirmam os cientistas, é que, ao contrário do que acontece com as usinas nucleares atuais, que utilizam urânio, as usinas de fusão nuclear não produzirão nenhum tipo de resíduo radioativo.

    Mais:

    EUA iniciarão investigação contra China para impedir que esta seja líder tecnológico?
    Disparo tecnológico: China lança telescópio de raios X para estudar buracos negros
    Tags:
    Ciência e Tecnologia, energia, reatores, fusão nuclear, fusão, Sichuan, Hefei, Xangai, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar