05:14 16 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Representante permanente dos EUA na ONU Nikki Haley

    14 votos a 1: EUA vetam resolução da ONU contra decisão de Trump sobre Jerusalém

    © AFP 2019 / KENA BETANCUR
    Mundo
    URL curta
    A aventura da capital de Israel (89)
    402540
    Nos siga no

    Os Estados Unidos utilizaram seu poder de veto nesta segunda-feira (18) para barrar a resolução contrária ao reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

    Todos os outros 14 membros do Conselho de Segurança apoiaram a resolução apresentada pelo Egito, que participa do órgão como membro rotativo, mas a embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, utilizou o poder de veto detido por Washington.

    Em 6 de dezembro, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, quebrou uma tradição diplomática e decidiu declarar Jerusalém como capital de Israel e ordenar a transferência da embaixada dos EUA para a cidade.

    A resolução da ONU estabelecia que os países deveriam interromper o estabelecimento de missões diplomáticas em Jerusalém. 

    Haley disse que os Estados Unidos geralmente não usam seu poder de veto, mas foram "forçados" a fazê-lo. A embaixadora dos EUA na ONU afirmou que nenhum país determinará onde Washington irá implantar sua embaixada.

    Ela também disse que os Estados Unidos continuam empenhados em encontrar uma solução de dois Estados para o conflito entre Israel e Palestina.

    O porta-voz do presidente da Palestina, Mahmud Abbas, afirmou que o veto é "inaceitável e ameaça a estabilidade da comunidade internacional porque não a respeita".

    Tema:
    A aventura da capital de Israel (89)

    Mais:

    Igreja Ortodoxa Russa: Jerusalém deve continuar sendo centro espiritual de três religiões
    Erdogan: muçulmanos podem perder Meca se falharem em proteger Jerusalém
    EUA e Israel sozinhos: China apoia Jerusalém Oriental como capital da Palestina
    Daesh ameaça atacar Nova York após decisão de Trump sobre Jerusalém
    Decisão de Trump sobre Jerusalém lança alicerces para nova guerra árabe-israelense?
    Analista: situação em torno de Jerusalém está 'esquentando'
    Queda de braço por Jerusalém está acirradíssima
    Tags:
    Conselho de Segurança da ONU, ONU, Donald Trump, Mahmud Abbas, Nikki Haley, Palestina, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar