06:19 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Atacante Robinho, do Atlético-MG

    Atacante Robinho é condenado a 9 anos de prisão por violência sexual

    Bruno Cantini / Fotos Públicas
    Mundo
    URL curta
    11161

    O jogador do Atlético-MG, Robinho, foi condenado a nove anos de prisão sob acusação de ter cometido crime de violência sexual em grupo contra uma jovem albanesa. De acordo com a acusação, o crime aconteceu na Itália em 22 de janeiro de 2013 e contou com a participação de mais cinco pessoas.

    A denúncia havia sido feito meses após o crime, supostamente cometido em uma boate em Milão. Robinho chegou a se pronunciar sobre o caso em 2014, quando disse que a notícia era “triste e mentirosa” e ameaçou processar a imprensa por publicar “informações mentirosas”. 

    A defesa do atacante publicou uma nota de esclarecimento nas redes sociais, negando a participação de Robinho no episódio. 

     

    "Sobre o assunto envolvendo o atacante Robinho, em um fato ocorrido há alguns anos, esclareço que meu cliente já se defendeu das acusações, afirmando não ter qualquer participação no episódio. Todas as providências legais já estão sendo tomadas acerca desta decisão em primeira instância", diz a nota.

    Não é a primeira vez que o jogador é acusado de assédio sexual. Em 2009, quando atuava pelo Manchester City, Robinho teve que prestar esclarecimentos à polícia após ser acusado de abusar sexualmente de uma jovem em uma boate, mas foi liberado após prestar depoimento.   

    Tags:
    assédio, violência contra mulheres, abuso sexual, condenação, futebol, robinho, Itália, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik