00:21 22 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Forças iraquianas tomam posição na região de al-Shurah, Iraque, 17 de outubro de 2016

    Forças iraquianas atacam posições curdas apesar da proposta de cessar-fogo

    © AFP 2019 / AHMAD AL-RUBAYE
    Mundo
    URL curta
    0 70

    O curdistão iraquiano havia proposto cancelar os resultados do referendo sobre a independência da região em troca de um regime de cessar-fogo.

    O conselho de segurança da região autônoma do Curdistão iraquiano declarou nesta quinta-feira (26) que as forças do governo iraquiano e as milícias xiitas apoiadas pelo Irã estavam atacando as posições curdas Peshmerga perto de Mossul.

    "As forças iraquianas e as forças da milícia iraquiana apoiadas pelo Irã estão bombardeando as posições Peshmerga do assentamento de Zumar, no noroeste de Mossul. Há uma ofensiva", declarou o Conselho de Segurança curdo em sua conta no Twitter.

    Anteriormente, o governo do Curdistão iraquiano sugeriu que Bagdá interrompensse as ações militares e começasse um diálogo, expressando prontidão para congelar os resultados do referendo sobre a independência.

    De acordo com o comunicado, o confronto entre as forças iraquianas e curdas, que começou em 16 de outubro, causou danos a ambos os lados e poderia levar ao derramamento de sangue contínuo. O governo iraquiano ainda não respondeu à iniciativa da curda.

    Mais:

    Autoridades do Curdistão discutirão transferência de poder nesta quinta-feira
    Curdistão iraquiano propõe cessar-fogo e cancelamento do referendo de independência
    Curdistão nunca quis entrar em guerra com Iraque, diz chanceler curdo
    Estados Unidos ao Iraque e Curdistão: 'Parem de provocações'
    Tags:
    independência, ataque, operação, cessar-fogo, curdos, Peshmerga, Iraque, Curdistão iraquiano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar