06:09 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Vista da baía de Balaklava na cidade de Sevastopol, Crimeia

    Coreia do Norte reconhece Crimeia como parte da Rússia

    © Sputnik/ Vladimir Sergeev
    Mundo
    URL curta
    25519

    A Coreia do Norte publicou um mapa nesta quinta-feira (12) em que coloca a Crimeia como parte da Rússia, afirmou a embaixada da Rússia na Coreia do Norte em sua página no Facebook.

    De acordo com a publicação, o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte expressou sua posição sobre a questão na Organização das Nações Unidas (ONU) e considera a Crimeia uma "parte integrante da Federação da Rússia". Pyongyang também afirma reconhecer as Ilhas Curilas como parte do território russo.

    A embaixada russa na Coreia do Norte publicou o seguinte texto:

    "A editora Enciclopédia Científica (República Popular Democrática da Coreia) publicou um novo atlas político do mundo. Nós reparamos que a península da Crimeia (páginas 240-242) já foi pintada em cores russas. Segundo nos explicou o Ministério das Relações Exteriores da República Popular Democrática da Coreia, a República respeita os resultados do referendo realizado na Crimeia sobre a adesão da península à Federação da Rússia, considera que os seus resultados são legítimos e correspondem às normas da lei internacional. A República Popular Democrática da Coreia manifestou oficialmente a sua posição sobre a questão durante a votação na ONU, baseando-se no fato de que a Crimeia é parte integrante da Rússia. Pyongyang tem postura semelhante em relação à pertinência das Ilhas Curilas (página 233)."

    A Crimeia voltou a fazer parte da Rússia em março de 2014 após um golpe na capital ucraniana levar ao poder um governo nacionalista. A mudança ocorreu após um referendo indicar que 97% da população local apoiava a decisão. A Ucrânia, bem como a União Européia, os Estados Unidos e seus aliados não reconheceram o movimento e consideram a península como um território ocupado.

    Já as autoridades russas afirmam que todo o processo seguiu as diretrizes do direito internacional.

    Mais:

    Rússia poderia compensar a Ucrânia pela Crimeia, diz presidente tcheco
    'Erdogan só agradou Poroshenko': parlamentar russo rebate líder turco sobre a Crimeia
    Amigos amigos, negócios à parte: Turquia não reconhece a reintegração da Crimeia à Rússia
    Deputada ucraniana diz que Rússia 'ocupa Crimeia com povos da Sibéria'
    Ponte da Crimeia receberá sistemas de defesa utilizados em instalações militares
    'Negócio perdido': Crimeia reage à demanda da Ucrânia quanto à ponte que a ligará à Rússia
    Tags:
    Crimeia, Coreia do Norte, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik