22:35 26 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    4598
    Nos siga no

    Um grupo de teólogos, sacerdotes e acadêmicos católicos conservadores acusaram o Papa Francisco de heresia.

    Em uma carta de 25 páginas entregue a Francisco no mês passado e obtida neste sábado (23) pela agência Associated Press, os 62 signatários pediram "correção filial" para o Papa — uma medida que supostamente não é empregada desde o século 14.

    Na missiva, o atual líder da Igreja Católica é acusado de propagar sete posições heréticas sobre o casamento, a vida moral e os sacramentos com seu documento de 2016 "Amoris Laetitia" e subsequentes "atos, palavras e omissões".

    Em 2016, outros cardeais conservadores escreveram para Francisco pedindo esclarecimentos sobre o "Amoris Laetitia" — documento que traz diretrizes mais brandas para o tratamento de separados na Igreja Católica, por exemplo.

    Até o momento, o Papa Francisco não respondeu nenhum dos encaminhamentos. O porta-voz do Vaticano também não faz nenhum pronunciamento.

    A carta mais recente não foi assinada por nenhum cardeal. 

    Mais:

    Em Medellín, Papa Francisco lamenta vidas jovens perdidas para a droga
    Papa Francisco faz missa para 1,3 milhão em Bogotá
    Como o Papa Francisco pode ajudar no processo de paz com a guerrilha colombiana?
    Aí vem Papa chegando em seu Batmóvel... Oops, Papamóvel (FOTOS, VÍDEO)
    Terroristas do Daesh destroem estátuas de Jesus Cristo e ameaçam o papa Francisco
    Refugiados sírios fazem ato pela paz em Belo Horizonte e recebem apoio do Papa Francisco
    Tags:
    Igreja Católica, Papa Francisco, Vaticano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar