11:02 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Fronteira da China com a Coreia do Norte

    Para cumprir sanções da ONU, China anuncia limites no comércio com Coreia do Norte

    © AP Photo / Ng Han Guan, File
    Mundo
    URL curta
    327
    Nos siga no

    O ministério do Comércio da China informou neste sábado (23) que irá impor limites na exportação de petróleo para a Coreia do Norte.

    Segundo comunicado do órgão chinês, a medida será implantada para cumprir a sanção 2375 do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) e terá início no mês de outubro. 

    A ONU definiu que Pyongyang não deve receber mais que 500 mil barris petróleo até o fim deste ano e poderá comprar no mercado internacional no máximo 2 milhões de barris em 2018. A medida veio como sanção após a Coreia do Norte realizar um teste de bomba nuclear. 

    As autoridades chinesas também determinaram a suspensão da compra de produtos têxteis da Coreia do Norte — uma das principais fontes de renda de Pyongyang.

    A China é responsável por 90% das exportações da Coreia do Norte e um dos principais aliados geopolíticos de Kim Jong-un.

    Mais:

    Menos emoção, mais razão: Lavrov revela estratégia para crise com Coreia do Norte
    Assange: ameaças dos EUA só estimulam o programa nuclear da Coreia do Norte
    Japão não exclui possibilidade da Coreia do Norte testar bomba de hidrogênio
    EUA querem 'condições certas' para dialogar com a Coreia do Norte
    Vice-chanceler alemão explica por que o líder da Coreia do Norte não é louco
    Mídia: Coreia do Norte cogita explodir bomba de Hidrogênio no Oceano Pacífico
    França afirma que pode não participar dos Jogos Olímpicos de Inverno na Coreia do Sul
    Tags:
    ONU, Kim Jong-un, Península da Coreia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar