10:13 21 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    A sede da Assembleia Geral da ONU, no bairro de Manhattan, em Nova York

    Começa a 72ª Assembleia Geral da ONU; Temer abre com discurso

    © REUTERS/ Eduardo Munoz
    Mundo
    URL curta
    72ª sessão da Assembleia Geral da ONU (19)
    4114927

    Presidentes do Brasil tradicionalmente fazem o discurso de abertura da Assembleia. Anteriormente, o secretário-geral da ONU, António Guterres mencionou na sua fala sobre o risco de guerra nuclear com a Coreia do Norte e sobre esforços da ONU em punir exploração sexual por pacificadores, crises mundiais e a necessidade da organização.

    Logo após Temer, sobe ao púlpito das Nações Unidas o presidente americano Donald Trump, na sua estreia nas Nações Unidas.

    Ordenar as mensagens
    • 11:46

      Além disso, Donald Trump mencionou o Irã e o acordo nuclear

      Para o líder dos Estados Unidos, o acordo nuclear com o Irã era uma das piores transações unilaterais para o seu país. Presidente dos EUA também solicitou que Irã liberte todos os cidadãos americanos.  

    • 11:38

      Assistimos ao discurso de Trump sobre América Latina

      Trump diz que sua administração não irá cancelar as sanções contra Cuba até que esta não passe por reformas sérias. Além disso, para o presidente estadunidense, a situação de “ditadura socialista” na Venezuela é inaceitável, apelando para restauração total da democracia e liberdades políticas na Venezuela e diz que os EUA estão prestes a tomar mais ações contra o país bolivariano.

    • 11:32

      Se os EUA forem forçados a se defender, bem como defender seus aliados, irão 'totalmente destruir' a Coreia do Norte

      Quanto ao líder norte-coreano, Trump diz que "o homem-míssil está em missão suicida tanto para si próprio como para o seu regime".

    • 11:25

      Assunto mudou: Kim Jong-un e Coreia do Norte!

      Trump acusa as autoridades norte-coreanas pela morte de milhares de seus próprios cidadãos, que teriam morrido de fome. Além disso, para o líder dos EUA, o desenvolvimento irresponsável de armas nucleares da Coreia do Norte ameaça todo o mundo. Para Trump, chegou a hora de todas as nações trabalharem juntas para isolar o regime de Kim Jong-un a fim de interromper seu comportamento hostil.

    • 11:18

      O exército dos EUA será em breve 'o mais forte de todos os tempos'

    • 11:18

      Para Trump, ‘nações soberanas’ devem ser base da ordem mundial

      Trump diz que sempre colocará os EUA em primeiro lugar e espera que todos outros líderes façam o mesmo em relação a seus países.

    • 11:16

      Os Estados Unidos serão sempre um amigo para o mundo e especialmente para os seus aliados!

    • 11:10

      Donald Trump agora!

      Agora fala o presidente dos EUA, Donald Trump. Ele diz que o terrorismo tenta ameaçar todos os cantos do mundo. Trata-se do primeiro discurso de Trump na Assembleia Geral da ONU.

    • 11:04

      Ajuste fiscal é tema do discurso

      O Brasil atravessa momento de transformações decisivas. Com reformas estruturais, estamos superando uma crise econômica sem precedentes. Estamos resgatando o equilíbrio fiscal. E, com ele, a credibilidade da economia. Voltamos a gerar empregos. Recobramos a capacidade do Estado de levar adiante políticas sociais indispensáveis em um país como o nosso.

    • 11:03

      A disputa ideológica entre o governo de Michel Temer e Venezuela já foi alvo de bate-boca no Conselho dos Direitos Humanos

      71.ª Assembleia Geral das Nações Unidas

      Confronto Brasil x Venezuela nos Direitos Humanos da ONU

      Um impasse ronda a próxima presidência do Conselho de Direitos Humanos da ONU, a ser preenchida até janeiro de 2017. Pelos critérios de rotatividade, o posto competirá a um país da América Latina. Ocorre que Brasil e Venezuela não se entendem sobre a questão, e isto está dificultando a escolha.
      Mostrar mais
    • 11:02

      Presidente denuncia a deterioração da "situação dos direitos humanos na Venezuela"

      "A situação dos direitos humanos na Venezuela lamentavelmente continua a deteriorar-se. Estamos ao lado do povo venezuelano, a quem nos ligam vínculos fraternais. Na América do Sul, já não há mais espaço para alternativas à democracia. É o que afirmamos no Mercosul, é o que seguiremos defendendo [...] A América do Sul é nossa vizinhança imediata. Trabalhamos por uma América do Sul próspera e democrática. Trabalhamos pela crescente convergência dos processos de integração na América Latina e no Caribe. Exemplo significativo é a aproximação entre o Mercosul e a Aliança do Pacífico. Juntos, os países dos dois agrupamentos formam um mercado de quase 470 milhões de pessoas e respondem por mais de 90% do PIB da América Latina", disse Temer.

    • 11:00

      Entenda a Nova Lei de Migração Brasileira

      Natal refugiados Brasil

      Aprovada na Câmara proposta da nova Lei de Migração

      Os deputados aprovaram uma nova Lei de Migração com atuais regras para a chegada de estrangeiros no Brasil, para vistos, deportações, refugiados, deslocamento em cidades fronteira e até para os brasileiros que vivem no exterior. A matéria agora volta para análise do Senado.
      Mostrar mais
    • 10:56

      Temer menciona liderança brasileira na Missão da ONU no Haiti, que finaliza em outubro

      "É crucial reconhecer o nexo entre segurança e desenvolvimento. O reconhecimento desse nexo guiou a participação do Brasil na Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti. Nesta hora em que a Minustah encerra seu mandato, a comunidade internacional deve manter o compromisso com o povo haitiano. O Brasil certamente o fará."

    • 10:59

      Presidente destaca avanços nas leis de refugiados e a Nova Lei de Migração que concede vistos a cidadãos da Síria e do Haiti

      Somos parte nos principais tratados internacionais de direitos humanos, na Corte Interamericana de Direitos Humanos, no Tribunal Penal Internacional. Estendemos convite permanente aos relatores independentes da ONU.

    • 10:57

      A Sputnik está publicando uma série de reportagens sobre o fim da Minustah. Confira:

      Escritório da missão MINUSTAH no Haiti

      Especial Sputnik no Haiti

      Mostrar mais
    • 10:56

      Temer menciona risco nuclear e destaca a proibição constitucional brasileira à armas do tipo

      "Terei a honra de assinar, amanhã, o Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares. O Brasil esteve entre os artífices do Tratado. Será um momento histórico", menciona o presidente. Ele também comentou que "os recentes testes nucleares missilísticos na Península Coreana representam grave ameaça". Ele também disse que o país condena a postura norte-coreana e que é preciso "definir encaminhamento pacífico para situação cujas consequências são imponderáveis".

    Tema:
    72ª sessão da Assembleia Geral da ONU (19)
    Tags:
    72ª Assembleia Geral da ONU, Capacetes Azuis, Nações Unidas, ONU, António Guterres, Donald Trump, Michel Temer, Estados Unidos, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik