04:34 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Polícia na Praça Vermelha em Moscou

    Ameaças anônimas de bombas na Rússia provêm do exterior e estão ligadas ao Daesh

    © REUTERS/ Sergei Karpukhin
    Mundo
    URL curta
    394524

    Os telefonemas anônimos com ameaças de bomba provêm de pessoas do exterior ligadas ao Daesh, informou à Sputnik uma fonte nos serviços de segurança.

    "As atividades operacionais de busca revelaram que as mensagens anônimas provêm de pessoas do exterior que estão ligadas à organização jihadista Daesh, proibida na Rússia, e outros grupos", diz a fonte.

    Nenhuma das ligações foi confirmada, contra todas as pessoas envolvidas será iniciado um inquérito internacional.

    "A investigação é dificultada devido ao fato de os organizadores e executantes das atividades criminosas usarem encriptação nas redes e telefonia IP", afirmou a fonte, acrescentando que a investigação continua.

    O departamento de comunicações do Serviço Federal de Segurança (FSB) da Rússia ainda não comentou nem negou esta informação.

    Nesta quarta-feira (13), a polícia evacuou dezenas de prédios na capital russa após receber diversos telefonemas anônimos com ameaças de bomba. Antes da capital, uma onda de ligações anônimas atingiu outras cidades russas. Em apenas dois dias, por todo o país foram evacuadas 130 mil pessoas de mais de 420 edifícios. Segundo as informações preliminares, a maioria dos telefonemas procedeu da Ucrânia.

    Mais:

    'Pai de todas as bombas': a bomba mais potente nunca usada em combate
    Ucrânia está investigando atentado contra presidente do país
    Tags:
    ameaça de bomba, evacuação, telefonema, investigação, Daesh, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik