05:44 11 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Temer Brics

    Embaixador russo na China: BRICS partilha posição da Rússia sobre sanções ocidentais

    Beto Barata/PR
    Mundo
    URL curta
    682

    Os países-membros do BRICS estão compartilhando a posição russa relativa às sanções unilaterais antirrussas impostas pelos EUA e pela UE, comunicou o embaixador russo na China Andrei Denisov na segunda-feira (28).

    "China e outros países do BRICS, mas sobretudo os nossos parceiros chineses, se manifestam, como a Rússia, contra sanções unilaterais, contra as sanções como um instrumento de pressão política. Portanto, não temos problemas com nossos parceiros do BRICS. Nossas avaliações dos desenvolvimentos recentes são compreendidas", comunicou Denisov na coletiva de imprensa antes da Cúpula do BRICS na China.

    Ele adiantou que a questão das sanções pode ser levantada durante a Cúpula do BRICS à luz dos esforços do bloco para se opor ao protecionismo.

    "A questão das sanções não é um problema nosso. É um problema daqueles que impõem estas sanções. São eles que devem levantá-las. É muito provável que estas questões sejam discutidas, provavelmente não separadamente, mas no contexto do combate ao protecionismo na política global", frisou o diplomata.

    Em 2 de agosto, o presidente norte-americano Donald Trump promulgou uma lei que reforça as sanções contra a Rússia, Coreia do Norte e Irã. A lei impede o presidente norte-americano de abolir as sanções antirrussas sem a aprovação do Congresso. Tal passo foi criticado pelo governo chinês que diz que os litígios entre vários países devem ser resolvidos com base no respeito mútuo e no diálogo, e não com medidas restritivas.

    Mais:

    Novo Banco de Desenvolvimento dos BRICS inaugura sucursal em Joanesburgo
    Indústrias dos BRICS: um acordo em que todos só tendem a ganhar
    Tags:
    protecionismo, diálogo, posição, política, sanções, BRICS, Ocidente, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik