14:25 20 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Logo da emissora Sputnik

    Ex-jornalista da Sputnik entra em 'briga' com mídias americanas por calúnia

    © Sputnik / Konstantin Chalabov
    Mundo
    URL curta
    456
    Nos siga no

    Ex-editor da agência Sputnik Internacional, Bill Moran, exigiu que a edição digital Huffington Post, atrás da revista Newsweek, retirasse as informações publicadas sobre ele, por serem "fabricadas".

    Mais cedo, a Newsweek foi forçada, por decisão não jurídica, a eliminar os artigos fabricados do jornalista Kurt Eichenwald, nos quais, se baseando em um erro cometido por Moran, ele afirmou que Donald Trump estaria "em conluio com a Rússia".

    Tudo começou quando o ex-repórter da Sputnik, William Moran, atribuiu por engano um artigo de Eichenwald como sendo de Sidney Blumenthal, ex-assessor sênior e amigo pessoal dos Clinton. O artigo com a informação incorreta ficou no ar por 20 minutos, tempo o suficiente para que o jornalista percebesse o erro e deletasse o texto do site. O erro, porém, foi reproduzido por Trump em um discurso, o suficiente para que o contratado da Newsweek moldasse a história de conspiração entre a agência e os republicanos.

    A ideia de Eichenwald foi desacreditada por seus próprios colegas que indicaram que não havia nenhuma ligação entre o erro de Moran e o de Trump.

    No seu blog, o ex-editor da Sputnik afirmou que tinha enviado uma carta ao Huffington Post, exigindo que o site deletasse a informação incorreta. Em uma das suas matérias, o Huffington Post resumiu o mesmo artigo da Newsweek, mesmo este tendo sido eliminado do site.

    "Não permitirei que vocês, ou quem quer que seja, me caluniem e costurem teorias de conspiração relacionadas com o meu nome. Se não apagarem isso tudo, nos encontraremos no tribunal", afirmou Moran na sua carta.

    Vale destacar que a matéria original da Newsweek viralizou na Internet e logo chegou a ser criticada. Entre os críticos estava o jornal Washington Post que costuma não pôr em causa as teorias da inteligência americana sobre a "mão do Kremlin". Neste caso, até a edição conhecida por sua postura bastante russófoba afirmou que Eichenwald "está desinformando" o público.

    Mais:

    Editora-chefe da Sputnik responde ao parlamentar americano que 'ressuscitou' a KGB
    Editora-chefe da Sputnik responde às acusações do ex-chefe da inteligência dos EUA
    Chanceler russo comenta declaração de Macron sobre Sputnik e RT
    Tags:
    falsificação, Kremlin, propaganda, Newsweek, The Huffington Post, Casa Branca, Donald Trump, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar