10:49 26 Junho 2019
Ouvir Rádio
    A tripulação da missão Apollo-Soyuz: em uniforme marron, os norte-americanos Slayton, Stafford e Brand e, de verde, os soviéticos Leonov e Kubasov

    Cooperação entre URSS e EUA: a missão histórica Apollo-Soyuz

    CC0 / Wikipedia
    Mundo
    URL curta
    551

    Há 42 anos começava o primeiro voo espacial conjunto da história da União Soviética e dos EUA, no âmbito do projeto Apollo-Soyuz.

    Em 1972 a URSS e os EUA assinaram o Acordo de Cooperação na Pesquisa e na Utilização do Espaço Para Fins Pacíficos, no quadro do qual foi aprovado um programa de voos experimentais de naves espaciais – um soviético e um norte-americano.

    No dia 15 de julho, a partir do cosmódromo de Baikonur, foi lançada a nave espacial Soyuz-19 com os cosmonautas soviéticos Aleksei Leonov e Valery Kubasov a bordo. Do Cabo Canaveral na Flórida foi lançada a nave Apollo com os astronautas norte-americanos Donald Slayton, Thomas Stafford, Vance Brand.

    Durante o voo foi efetuada duas vezes, em 17 e 19 de julho, a "acoplagem" das duas naves espaciais. Durante a acoplagem, que durou ao todo 46 horas e 36 minutos, foram realizados diversos experimentos científicos.

    O cosmonauta russo Aleksei Leonov e o astronauta norte-americano Donald Slayton encontram-se no espaço
    O cosmonauta russo Aleksei Leonov e o astronauta norte-americano Donald Slayton encontram-se no espaço

    No dia 21 de julho de 1975, a missão foi concluída com êxito e a tripulação da nave Soyuz aterrissou no território do Cazaquistão. Por sua vez, em 25 de julho, a tripulação da Apollo pousou no oceano Pacífico.

    Mais:

    Soyuz colocará em órbita o primeiro satélite do sistema global OneWeb em 2018
    Rússia lança foguete Soyuz 2.1B com satélite militar de nova geração
    Saiba mais sobre a nave espacial Soyuz
    Tags:
    cooperação, missão espacial, Apollo, Soyuz, Cabo Canaveral, Baikonur, EUA, União Soviética
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar