10:43 12 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    12120
    Nos siga no

    O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, assinou um documento que prorroga até 31 de dezembro de 2018 a proibição das importações de determinados produtos agrícolas e matérias-primas de países que impuseram sanções contra Moscou.

    "Foi prorrogada de 1º janeiro até 31 de dezembro de 2018 a proibição de importações para a Rússia de determinados produtos agrícolas, matérias-primas e alimentos que vêm dos EUA, Uniao Europeia, Canadá, Austrália, Noruega, Ucrânia, Albânia, Montenegro, Islândia e Liechtenstein", diz o documento.

    Foi destacado também que estas restrições visam a distribuição da retaliação econômica especial sobre Estados individuais, tendo em conta o seu grau de envolvimento no regime de sanções contra a Rússia.

    O Conselho da União Europeia adotou a decisão de prorrogar as sanções econômicas contra a Rússia em 28 de junho por mais meio ano. O presidente da Rússia, por sua vez, assinou um decreto que prevê a extensão das medidas de resposta às sanções do Ocidente até 31 de dezembro de 2018. 

    Mais:

    Sanções: principal assassino dos negócios
    Apesar das sanções: Crimeia recebe delegação oficial da Alemanha
    Rússia prolonga medidas de resposta às sanções ocidentais até fim de 2018
    Sanções não vão parar o programa nuclear da Coreia do Norte, diz embaixador na ONU
    Tags:
    alimentos, embargo, respostas, sanções econômicas, Dmitry Medvedev, União Europeia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar