12:44 04 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    10012
    Nos siga no

    O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, enfatizou que Kiev apoia a adoção de um caminho para o processo de Minsk que "definisse claramente as datas específicas de quando e o que deveria ser feito".

    "Estamos a favor da preservação do formato da Normandia e dos acordos de Minsk e saudamos […] o aumento do papel dos EUA neste processo", disse Poroshenko a um canal de TV da Ucrânia.

    Em abril de 2014, Kiev lançou uma operação contra as repúblicas autoproclamadas de Donetsk e Lugansk que declararam sua independência depois do golpe de Estado ocorrido na Ucrânia. Conforme os últimos dados da ONU, as vítimas mortais do conflito ascendem a mais de 10 mil pessoas.

    Em fevereiro de 2015, as duas partes em conflito assinaram um grande acordo em Minsk, na Bielorrússia, que previa uma série de pontos a serem seguidos no processo de pacificação, incluindo, principalmente, um cessar-fogo. Apesar disso, os combates em Donbass continuaram, e se intensificaram novamente no início deste ano, com os dois lados se acusando de uma série de violações.

    Mais:

    Em que resultarão os planos dos EUA de armar Ucrânia?
    EUA podem vir a instalar suas reservas militares na Ucrânia
    Pilotos dos EUA e Ucrânia efetuarão voo de observação sobre território russo
    Tags:
    Quarteto da Normandia, Acordos de Minsk, crise, conflito, Pyotr Poroshenko, Donbass, Ucrânia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar