02:20 26 Junho 2017
Ouvir Rádio
    Forças ucranianas em Donetsk

    Donetsk: reintegração de Donbass à Ucrânia levará a um conflito aberto

    © Photo: AP/Sergei Chuzavkov
    Mundo
    URL curta
    312461315

    O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, anunciou anteriormente que iria submeter ao parlamento um projeto de lei sobre a reintegração de Donbass ao controle de Kiev, autorizando ações militares no leste ucraniano.

    Se o parlamento ucraniano (Verkhovna Rada) aprovar uma lei sobre a reintegração de Donbass e proibir a realização de eleições na região até a sua devolução ao controle de Kiev, isso vai significar a recusa dos Acordos de Minsk por parte das autoridades ucraniana e um confronto aberto. A declaração é do representante da administração da autoproclamada República Popular de Donetsk, Aleksandr Kostenko.

    O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, anunciou anteriormente que iria submeter ao parlamento um projeto de lei sobre a reintegração de Donbass, que, em particular, prevê o estabelecimento de um regime de ações militares da Ucrânia. O presidente se manifestou contra a suspensão da "operação antiterrorista"(como Kiev classifica a a operação militar em Donbass). Como afirmado no parlamento, a lei excluiria a realização de quaisquer eleições na região até que Kiev restabeleça o controle sobre a região. 

    "A decisão de adotar uma lei sobre a reintegração de Donbass com todas as medidas prescritas, incluindo a supressão da possibilidade de realizar eleições e outras atividades previstas pelos Acordos de Minsk, Poroshenko mostra uma completa recusa em cumprir com os Acordos de Minsk", diz Kostenko. 

    De acordo com o representante de Donetsk, "a lei sobre a reintegração de Donbass representa um confronto aberto, excluindo a única maneira de resolver o conflito diplomaticamente".

    "Assim, a Ucrânia mostra à comunidade internacional sua verdadeira posição: o caminho da guerra", completa. 

    Mais:

    Ataque ucraniano deixa parte de Donetsk sem luz
    Donetsk confirma cessar-fogo com Kiev a partir de amanhã
    Mais de 150 pessoas morreram em Donetsk por conta do conflito ucraniano em 2017
    Presente dos céus: República Popular de Donetsk utiliza 'armas extraterrestres'
    Líder da república na mira? Atentado terrorista atinge Dia da Vitória em Donetsk
    Tags:
    projeto de lei, reintegração, conflito, Verkhovna Rada, Pyotr Poroshenko, Kiev, Donetsk, Donbass, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik