13:54 18 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Hacker extraditado teria conseguido mais de US$ 2 milhões com programa antivírus falso

    Hacker da Letônia é extraditado para os EUA

    Pixabay
    Mundo
    URL curta
    203

    Um cidadão da Letônia que estava na Polônia foi extraditado para os Estados Unidos para responder por suposto envolvimento em um ataque hacker que causou prejuízos de milhões de dólares para internautas norte-americanos.

    'Quem Quer Ser Um Hacker Russo?'
    © Sputnik / Vitaly Podvitsky
    "Um letão apareceu pela primeira vez, hoje, em Minneapolis, após a extradição a partir da Polônia por seu envolvimento em um esquema hacker que causou milhões de dólares de perda para usuários da internet nos EUA", afirmou o Departamento de Justiça dos Estados Unidos

    Peteris Sahurovs, também conhecido como Piotrek e Sagade, foi indiciado em 2011, no Minnesota, por acusações de fraude e conspiração. Ele foi preso na Polônia no final do ano passado e, desde então, aguardava extradição. Ele e alguns parceiros teriam utilizado um malware para forçar usuários a comprar um programa antivírus para consertar seus computadores. O tal programa, no entanto, era falso. Segundo as autoridades americanas, os hackers teriam conseguido mais de 2 milhões de dólares com o golpe. 

    Mais:

    Novo presidente do Equador chama Julian Assange de 'hacker' e fundador do WikiLeaks reage
    Embaixada da Rússia nos EUA classifica prisão de hacker russo como 'ilegal' e 'sequestro'
    Hacker russo se declara culpado por crime cibernético contra os EUA
    Quanto custa um ataque hacker?
    Juiz manda tirar do ar reportagem sobre ameaça de hacker contra Marcela Temer
    Tags:
    Sagade, Piotrek, Peteris Sahurovs, Minneapolis, Polônia, Minnesota, Letônia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar