07:53 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeiras dos EUA e da OTAN na base aérea militar em Siauliai, Lituânia, 27 de abril de 2017

    Secretário-geral: OTAN se fortalece para enfrentar a Rússia

    © REUTERS / Ints Kalnins
    Mundo
    URL curta
    10110
    Nos siga no

    O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, após o fim da cúpula dos chefes de Estado e de governo da organização em Bruxelas, declarou que o fortalecimento militar da aliança é uma resposta às ações da Rússia.

    "O que a OTAN vem fazendo, foi pensado, é de caráter defensivo e é uma resposta proporcional às ações da Rússia", disse Stoltenberg ao responder à pergunta de um jornalista, que questionou se o aumento dos orçamentos de defesa dos países membros da OTAN não provocaria uma nova corrida armamentista.

    "A nossa abordagem para a Rússia é um consenso, e esse consenso está mais firme do que nunca", completou Stoltenberg.

    O secretário-geral também acrescentou que a organização pretende fortalecer os laços com a Ucrânia.

    "Foi dito de uma forma clara por muitos membros da OTAN que vamos continuar a fortalecer a nossa parceria com a Ucrânia e a oferecer o nosso apoio prático e político", declarou.

    "A nossa próxima cúpula será realizada em 2018", concluiu Stoltenberg.

    Mais:

    OTAN se junta à coalizão internacional para combater Daesh
    Trump: OTAN deverá se focar em combater terrorismo, migração e ameaças da Rússia
    Quinze anos a tentar integrar a OTAN: o que correu mal à Ucrânia?
    Caças da OTAN realizam quatro interceptações de aviões russos no Báltico
    Polônia continua vendo Rússia como 'principal ameaça' à segurança coletiva da OTAN
    Tags:
    defesa, OTAN, Jens Stoltenberg, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar