22:33 23 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Extinção de fogo durante os protestos contra o presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, em Caracas

    Brasil e mais 7 países latino-americanos condenam violência contra civis na Venezuela

    © REUTERS/ Carlos Garcia Rawlins
    Mundo
    URL curta
    1244834

    Oito países da América Latina denunciaram as autoridades venezuelanas por "uso excessivo da força" contra manifestantes civis.

    O Ministério das Relações Exteriores do México declarou nesta quinta-feira (4) que o número de vítimas fatais por conta dos protestos oposicionistas aumentou para 36 pessoas. 

    "Os países latino-americanos apelaram para que o governo venezuelano respeito os direitos humanos de seus cidadãos. 

    "Os governos da Argentina, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México e Paraguai, deploramos a deterioração da situação interna e o recrudescimento da violência na República Bolivariana da Venezuela, que desde 6 de Abril deixou um número crescente de mortes e centenas de feridos", disse o Ministério das Relações Exteriores mexicano em comunicado.

    Com duas pessoas mortas nesta quinta-feira, o número de mortos por conta das manifestações em série na Venezuela chegaram a 36 pessoas.  

    Mais:

    35 pessoas morreram em um mês de protestos na Venezuela
    Crise na Venezuela: fenômeno estrutural ou sintoma da queda esquerdista?
    Jovem morre e 160 ficam feridos em protestos da oposição na Venezuela
    Tags:
    direitos humanos, violência, protestos, Nicolas Maduro, México, Brasil, Argentina, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik