10:14 17 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Rádio Sputnik

    OTAN volta a denunciar 'propaganda' da Sputnik e RT, desta vez contra Alemanha

    © Sputnik / Konstantin Chalabov
    Mundo
    URL curta
    11511
    Nos siga no

    Em uma entrevista à edição alemã Frankfurter Allgemeine Zeitung, o diretor do Centro de Comunicações Estratégicas da OTAN (StratCom) em Riga, Janis Sarts, acusou a Rússia de "propaganda" com o fim de "debilitar a união da Europa".

    O alvo principal da "campanha de propaganda", segundo Sarts, tem sido a chanceler alemã, Angela Merkel. "Isso está ligado ao fato de a Alemanha ser uma potência líder na Europa. Nesse papel, a Alemanha garante a futura manutenção da Europa na forma como está", afirmou o político ao Frankfurter Allgemeine Zeitung.

    A "propaganda", segundo Sarts, e conduzida por tais mídias russas como o RT e a Sputnik, cuja "atividade" em relação a Berlim, na opinião do representante oficial da OTAN, deve aumentar na véspera das eleições para o Bundestag (parlamento alemão). "Ainda mais, tem uma rede de agentes e organizações manipuladas", afirmou o diretor do StratCom sem citar exemplos concretos.

    A atividade "propagandística" das mídias russas, segundo o alto funcionário da Aliança Atlântica, consiste em uma "tentativa de se aproveitar dos problemas do Ocidente".

    "A Rússia aborda os debates quanto ao assunto e tenta conduzi-los para uma direção que lhe seja benéfica", afirmou.

    Em resposta ao comentário de um jornalista de que o próprio Ocidente é culpado por suas fraquezas, e não Moscou, Sarts assegurou que "a Rússia apenas aproveita isso".

    O StratCom tem tentado várias vezes acusar a Rússia de aumento das tensões na Europa, mas nunca chegou a apresentar quaisquer provas. Particularmente, Moscou chamou de "completo delírio" a suposição de Janis Sarts de que a Rússia tenta alcançar uma mudança de regime na Alemanha por via da crise migratória.

    Em um dos seus relatórios, o StratCom chamou um programa humorístico na TV russa de "ferramenta de comunicação política estratégica", causando perplexidade entre a sociedade russa.

    Vale ressaltar que o centro é patrocinado pela Lituânia, Letônia, Estônia, Polônia, Itália, Alemanha, Holanda e Reino Unido, em cooperação com a Finlândia e Suécia.

    Mais:

    Representante da Rússia na OTAN: Moscou deve investir mais na área militar
    OTAN realiza exercícios nos Países Bálticos
    Tags:
    eleições, propaganda, Russia Today, OTAN, Angela Merkel, Alemanha, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar