22:54 28 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    9212
    Nos siga no

    Os Estados Unidos afirmaram estar chocados profundamente entristecidos pelas morte de um cidadão norte-americano que trabalhou como assistente médico missão de monitoramento da OSCE no leste da Ucrânia. A informação foi divulgada pelo Departamento de Estado dos EUA neste domingo (23).

    Os EUA apelaram para a Rússia exercer influência no leste ucraniano para que sejam realizadas investigações sobre a morte do cidadão dos EUA, que morreu durante uma explosão de um carro da Organização para a Segurança e Cooperação da Europa (OSCE) neste domingo. 

    "Os EUA pedem que a Rússia use sua influência entre os separatistas, para permitir que a OSCE realize uma investigação plena e transparente", afirmou o porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner. 

    Também foi confirmado que o secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, teve uma conversa telefônica com o presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, e lhe garantiu que as sanções contra a Rússia serão mantidas. 

    Tillerson também pediu a Poroshenko para que sejam tomadas medidas de reforma na Ucrânia, sobretudo no combate à corrupção no país. 

    Mais:

    Embaixada da Rússia nos EUA classifica prisão de hacker russo como 'ilegal' e 'sequestro'
    Embaixada da Coreia do Norte na Rússia volta a falar em 'guerra total' com os EUA
    Rússia está preocupada com o bloqueio pelos EUA da investigação da OPAQ em Idlib
    Tags:
    missão, conflito, morte, OSCE, Rex Tillerson, Pyotr Poroshenko, Ucrânia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar