20:13 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Votação dos membros do Conselho de Segurança da ONU sobre resolução proposta por Washington, Londres e Paris quanto à Síria

    EUA vencem ao receber apoio da China na ONU

    © AFP 2019 / KENA BETANCUR
    Mundo
    URL curta
    641066
    Nos siga no

    A decisão da China de se abster na votação sobre resolução do Conselho de Segurança da ONU sobre Síria proposta por Washington, Londres e Paris é uma "grande vitória" para o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou na quarta-feira (12) o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer.

    Anteriormente, na quarta-feira (12), a China se absteve de votar no projeto de resolução cujos autores culpam autoridades da Síria de realizar ataque químico na cidade de Idlib.

    "O apoio de Pequim — é uma grande vitória diplomática para o presidente e para o país", declarou à Fox News, referindo-se a Trump e aos Estados Unidos como vitoriosos.

    Além disso, Sean Spicer frisou que Donald Trump se encontrou com o líder da China, Xi Jinping, no estado da Flórida, e que o encontrou foi muito proveitoso. Segundo ele, isso permitirá "reestabelecer relações" entre os dois países.

    O governo russo optou pelo veto da resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) que busca investigar o governo sírio pela realização de ataque com armas químicas, ocorrido na semana passada.

    Quanto à decisão russa de vetar essa resolução, o porta-voz da Casa Branca apontou que "Rússia está isolada quanto à Síria". Segundo ele, "Síria é apoiada por um grupo pequeno de países, todos eles — com exceção da Rússia — são fracassados".

    A coalizão liderada pelos EUA acusou as autoridades sírias pelo uso de arma química na cidade de Idlib. Por sua vez, as Forças Armadas dos EUA atacaram com mísseis à base aérea de Shayrat, antes mesmo de investigar o caso. 

    Mais:

    Rússia veta resolução da ONU sobre uso de armas químicas na Síria
    Rússia vetará 'projetos destrutivos sobre a Síria' na ONU
    Ganhadora do Prêmio Nobel da Paz, Malala Yousafzai, foi nomeada mensageira da paz da ONU
    Conselheiro da ONU defende participação de Assad em processo de paz para a Síria
    Tags:
    vitória, apoio, votação, projeto de resolução, veto, Conselho de Segurança da ONU, ONU, Forças Armadas dos EUA, Casa Branca, Sean Spicer, Donald Trump, China, Londres, Paris, Washington, Síria, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar