23:15 19 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, ouve o discurso de Donald Trump, durante coletiva de imprensa conjunta na Casa Branca

    Casa Branca: May e Merkel apoiam o ataque dos EUA à Síria

    © AP Photo / Evan Vucci
    Mundo
    URL curta
    Ataque norte-americano contra base aérea síria (82)
    512

    A chanceler alemã, Angela Merkel, e a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, manifestaram seu apoio ao presidente norte-americano, Donald Trump, por empreender uma ação militar na Síria no dia 7 de abril, em resposta a um suposto ataque químico de Damasco contra civis, informou a Casa Branca nesta segunda-feira.

    O USS Destroyer (DDG 78), comandante de mísseis guiados da Marinha dos EUA, conduz operações de ataque enquanto no Mar Mediterrâneo, que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos disse que era parte do ataque com mísseis de cruzeiro contra a Síria
    © REUTERS / Ford Williams/Courtesy U.S. Navy
    "A primeira-ministra May e a chanceler Merkel expressaram seu apoio à ação dos Estados Unidos e concordaram com o presidente Trump sobre a importância de responsabilizar o presidente sírio, Bashar Assad", explicou o comunicado da administração dos EUA.

    Trump e as chefes de Estado concordaram em manter o contato referente à situação na Síria e à outras questões internacionais de interesse mútuo, revelou o comunicado.

    Em 7 de abril, os Estados Unidos lançaram 59 mísseis de cruzeiro Tomahawk contra o aeródromo militar em Shayrat. Trump afirmou que o ataque foi realizado em resposta ao suposto uso de armas químicas na província de Idlib, na Síria, em 4 de abril, o que resultou na morte de mais de 80 pessoas.

    Tema:
    Ataque norte-americano contra base aérea síria (82)

    Mais:

    Conselheiro da ONU defende participação de Assad em processo de paz para a Síria
    Porta-voz da ONU: 'Futuro da liderança síria deve ser decidido pelo povo sírio'
    Que papel desempenhou Ivanka Trump na decisão do seu pai de atacar base aérea síria?
    Após ser atacada pelos EUA, 'base aérea da Síria será reformada nos próximos dias'
    Tags:
    ataques químicos, mísseis, ataque, Casa Branca, Donald Trump, Angela Merkel, Theresa May, Síria, Alemanha, Grã-Bretanha, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik