07:24 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Overdose de emoção: Obama se despede da 'América'

    Presente de despedida: adoção de novas sanções contra a Rússia foi feita por Obama

    © REUTERS / John Gress
    Mundo
    URL curta
    536

    A decisão de impor novas sanções contra entidades russas foi feita durante os últimos dias do governo do presidente Barack Obama, disse um oficial do Departamento de Estado norte-americano à Sputnik.

    No sábado, os Estados Unidos anunciaram novas sanções contra oito empresas russas por supostas violações relacionadas ao comércio com o Irã e a Síria. O Ministério das Relações Exteriores russo disse que o movimento contradiz o suposto desejo da Casa Branca de melhorar as relações com Moscou.

    "Essas determinações para sancionar esse grupo de indivíduos e entidades foram feitas pelo Departamento de Estado em 17 de janeiro de 2017… e posteriormente revisadas pela nova administração antes da transmissão ao Congresso", afirmou o funcionário na segunda-feira.

    O funcionário observou que a decisão sobre as sanções foi entregue ao Congresso em 21 de março, como parte de um relatório relacionado à violações da Lei de Não-Proliferação de Irã, Coréia do Norte e Síria (INKSNA).

    As sanções dos EUA foram adotatas contra 150ª Fábrica de Reparo de Aeronaves(Helicópteros da Rússia), Aviaexport, Bazalt, Kolomna Design Bureau de Construção de Máquinas (KBM), Rosoboronexport (ROE), Ulyanovsk Academia Superior de Aviação da Aviação Civil (UVAUGA), Centro de Treinamento para Aviação Civil de Ural, Academia Zhukovskiy e Gagarin (Academia Z & G).

    Mais:

    Novas sanções dos EUA apontam para a continuação da política antirrussa
    Irã introduz sanções contra 15 empresas norte-americanas
    Tags:
    sanções, Departamento de Estado dos EUA, Barack Obama, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik