04:03 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    2249
    Nos siga no

    Cerca de 130 militares britânicos do batalhão internacional da OTAN chegaram à Estônia nesta sexta-feira (17). A informação é do Comando Geral das Forças Armadas de Defesa do país báltico.

    Em julho de 2016, a OTAN aprovou um aumento sem precedentes de sua presença militar no leste da Europa, que inclui a implantação de batalhões multinacionais na Estônia, Letônia, Lituânia e Polônia, no âmbito de uma política de contenção da Rússia. A Aliança acusa Moscou de desestabilizar a situação na Ucrânia.

    "Um avião com 130 militares do Reino Unido desembarcou na base aérea militar Amari, perto de Tallinn", diz o comunicado.

    Os soldados irão para a cidade de Tapa, onde já se encontram cerca de 80 soldados britânicos junto com militares estonianos, que se preparam para a chegada de outras unidades da OTAN.

    A Aliança diz que o envio de batalhões é devido a "preocupações sobre as ações agressivas da Rússia".

    Moscou argumenta que a implantação destas tropas perto de sua fronteira é uma ameaça à sua segurança, além de serem medidas provocativas que não têm nenhuma base real, tendo em vista que não existem quaisquer ações agressivas por parte da Rússia.

    Mais:

    Atividade naval perto da Rússia: 4 navios da OTAN chegam a porto ucraniano
    Por que todos, menos a OTAN, se dão bem com a Rússia?
    'Mundo é ameaçado pela crescente agressão da OTAN e não por Putin e Rússia'
    Tags:
    fronteira, provocação, militares, OTAN, Leste Europeu, Estônia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar