22:27 06 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    211513
    Nos siga no

    O ministro da Defesa de Israel, Avigdor Lieberman, disse que um eventual acordo com os palestinos deve incluir uma troca de território e população com os palestinos.

    Embora esta ideia tenha sido sugerida no passado por várias figuras israelenses, Lieberman tem sido o principal promotor do projeto há vários anos.

    O ministro da Defesa é de fato um colono judeu que vive em um assentamento chamado Gush Emunim, na região sul de Jerusalém.

    As declarações de Lieberman através das redes sociais coincidem com a primeira visita à região do enviado de Donald Trump para Israel, Jason Greenblatt. 

    Greenblatt se reuniu com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e fará o mesmo esta tarde com o presidente Mahmoud Abbas. Fontes diplomáticas israelenses indicaram que Greenblatt chegou à região para "ouvir" e não apresentar propostas.

    Lieberman, por sua vez, insistiu sobre a troca de território e população com os palestinos, uma ideia que os palestinos, tanto dentro como fora de Israel, rejeitam.

    "No limiar de uma nova tentativa de lançar as negociações diplomáticas entre Israel e os palestinos, devemos aprender as lições do passado, e a primeira lição é que todas as tentativas para resolver o problema palestino com base na terra por paz está fadada ao fracasso: a única maneira de alcançar um acordo sustentável é através de trocas de terras e da população como parte de um acordo de paz mais amplo", disse Lieberman.

    Mais:

    'Países árabes moderados precisam mais de Israel do que Israel necessita deles'
    Netanyahu culpa Irã por 80% dos problemas de segurança de Israel
    Israel bombardeia Faixa de Gaza em resposta a míssil lançado contra o país
    Cemitério judaico é profanado nos EUA e deixa Israel alarmado
    Tags:
    conflito, negociações de paz, Organização Trump, Avigdor Lieberman, Benjamin Netanyahu, Palestina, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar