20:03 17 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Agência de notícias e rádio internacional Sputnik

    Comitê de Relações Exteriores do Parlamento britânico ataca Sputnik e RT

    © Sputnik / Igor Russak
    Mundo
    URL curta
    1905

    O Comitê de Relações Exteriores da Câmara dos Comuns do Reino Unido questionou a imparcialidade das agências de notícias russas Sputnik e RT, em um relatório sobre as relações entre Londres e Moscou apresentado nesta quinta-feira (2).

    "O aumento de notícias falsas no Reino Unido é um motivo de preocupação, as questões-chave sobre a imparcialidade e a objetividade e os materiais da RT e da Sputnik permanecem sem resposta", diz o relatório.

    O documento, porém, não fornece qualquer evidência significativa para sustentar as acusações sobre a suposta "propaganda russa”, nem sobre a alegada cobertura tendenciosa dos acontecimentos na Síria por parte dos veículos midiáticos russos.

    A chefe de redação da Sputnik UK, Oxana Brazhnik, e o editor Nikolai Gorshkov participaram de uma sessão em 28 de novembro de 2016, durante a qual responderam a perguntas dos legisladores britânicos q respeito das operações da Sputnik no Reino Unido. Após a reunião, a agência apresentou uma lista de pontos adicionais de evidências, incluindo uma lista completa de artigos escritos sobre a Síria que mostrou a natureza equilibrada de sua cobertura jornalística. Esta prova não foi refletida no relatório final.

    A Sputnik já levantou questionamentos sobre o avanço da censura à imprensa na Europa, particularmente após a aprovação de uma resolução do Parlamento Europeu que classificou certos meios de comunicação, incluindo a Sputnik, como “propaganda”. No entanto, tanto a Federação Europeia de Jornalistas quanto a Federação Internacional de Jornalistas se juntaram à Sputnik para condenar a resolução, fazendo um apelo por mais, e não menos, liberdade de imprensa em todo o continente.

    Mais:

    Reino Unido deve apresentar provas se quiser acusar a Rússia, diz relatório do Parlamento
    Editora-chefe explica por que Ocidente não pode provar que Sputnik e RT mentem
    Reino Unido acusa Sputnik e RT de divulgar informação enganosa sobre Síria e Ucrânia
    Tags:
    relatório, liberdade de imprensa, mídia, censura, propaganda, RT, Sputnik, Câmara dos Comuns, Rússia, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar