04:59 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    O helicóptero estadunidense MH-60R Seahawk está decolando do navio USS Fort Worth (LCS 3) no mar do Sul da China

    Corrida aos armamentos? EUA e China estão reforçando suas capacidades militares

    © flickr.com/ Naval Surface Warriors
    Mundo
    URL curta
    55316
    Nos siga no

    Desde que Donal Trump tomou posse em janeiro, a China e os EUA começaram a reforçar as suas Marinhas.

    De acordo com a mídia, a China vai aumentar os gastos militares da sua Marinha para conter as ameaças por parte dos EUA (principalmente no mar do Sul da China). Por sua vez, a  Marinha dos EUA está disposta a aumentar o número de navios para 350 (atualmente são 272) com o objetivo de conter a China.

    "É uma oportunidade na crise", disse um diplomata de um país asiático ao The Wire em Pequim. "A China receia que Trump se posicione eventualmente contra ela, porque é tão imprevisível e, por isso, está se preparando". 

    Enquanto é praticamente impossível calcular exatamente quanto a China está gastando na sua frota, os dados oficiais apontam o número de 139 bilhões de dólares, o que é considerado como subestimado em todo o mundo.

    ​"Não sabemos quanto eles estão gastando na Marinha, mas a qualidade e a quantidade dos produtos dos seus estaleiros são bastante impressionantes", acrescenta o analista militar Richard Bitzinger.

    De acordo com a informação da mídia chinesa, a China tinha comissionado 18 navios em 2016, incluindo destróiers de mísseis, corvetas e fragatas equipadas com mísseis guiados. 

    Xu Guangyu, general chinês na reserva e conselheiro sênior da Associação de Controlo de Armas e Desarmamento da China, adianta que Pequim está acompanhando atentamente o reforço marítimo dos EUA. 

    "É uma espécie de corrida e nós estamos ficando para trás. Temos que pisar no acelerador", acrescentou Guangyu. 

    Em 2016 a China comunicou um aumento de gastos militares de 7,6%, o que foi uma surpresa para todos. No momento está longe dos EUA, se compararmos os 10 porta-aviões norte-americanos com um único Liaoning chinês. 

    Entretanto, os EUA terão que gastar 25 bilhões de dólares anualmente para alcançar o objetivo de ter 355 navios em 30 anos, de acordo com o plano de Trump anunciado em dezembro, segundo informou uma pesquisa do Escritório do Orçamento do Congresso dos EUA citado por DoDbuzz.com.

    Mais:

    Trump: EUA e China podem se dar bem
    Aviões militares da China e EUA se aproximam perigosamente sobre mar do Sul da China
    Tags:
    relações, capacidade militar, reforço, tensão, deslocamento, navios, frota, gastos, aumento, Marinha, Mar do Sul da China, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar