21:33 22 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    724
    Nos siga no

    O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, anunciou a disposição de realizar um referendo sobre a adesão de seu país à OTAN, durante uma entrevista com o jornal alemão Berliner Morgenpost.

    "Quatro anos atrás, 16 por cento da população da Ucrânia apoiava a adesão à OTAN, agora são 54 por cento. Como presidente eu atendo à opinião do meu povo, e celebrarei um referendo sobre a adesão à OTAN", disse ele.

    Segundo o presidente, "se os ucranianos votarem a favor, farei todo o esforço para conseguir a adesão à Aliança do Atlântico Norte", acrescentou.

    Em dezembro de 2014, o Parlamento ucraniano alterou a legislação nacional, renunciando ao estatuto de país não-alinhado; a nova doutrina militar da Ucrânia estipula a retomada do caminho para a adesão à aliança militar ocidental.

    Kiev comprometeu-se a assegurar, até 2020, a plena compatibilidade das suas Forças Armadas com as forças da OTAN e, em dezembro passado, assinou em Bruxelas um "roteiro" em matéria de cooperação militar com o bloco.

    Mais:

    Ucrânia e OTAN realizarão primeiros exercícios navais conjuntos em 2017
    Reforço militar: Ucrânia participa de exercícios navais da OTAN no mar Negro
    OTAN: Trump não é razão para mudar política em relação à Ucrânia
    Ucrânia planeja produzir armas de acordo com padrões da OTAN
    Tags:
    referendo, adesão, OTAN, Pyotr Poroshenko, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar