10:55 24 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Russia Today logo

    Editora-chefe da Sputnik e RT: 'Estamos sendo ameaçados e isso nos preocupa'

    © Sputnik / Evgeny Biyatov
    Mundo
    URL curta
    31364

    Margarita Simonyan, editora-chefe do canal RT e da agência de notícias Sputnik, referiu-se à pressão sofrida pelos intermediários do canal de "tendência preocupante" e revelou os problemas enfrentados pelos jornalistas do canal nos países do Báltico.

    "Agora estamos evidenciando uma tendência preocupante. Na semana passada, foram publicadas duas grandes matérias que, quero dizer das mídias mainstream norte-americanas, estão de fato ameaçando nossos intermediários", afirmou Simonyan em entrevista ao canal russo Rossiya 24.

    Os intermediários, segundo a editora-chefe da Sputnik e do RT, são as redes que transmitem o RT e o Google que apresenta os links para as matérias do canal, aumentando, assim, a visibilidade da Sputnik e do RT.

    "Trata-se de uma pressão indireta, não são forças de segurança — ainda, mas sim a mídia. E nós presenciamos quão influente ela pode ser em vários assuntos", disse Simonyan. "Consideramos tal tendência como uma séria ameaça", acrescentou.

    Ao falar das questões que obstaculizam a atividade do canal, Simonyan afirmou que a situação mais complicada enfrentada pelo RT é presenciada nos países do Báltico.

    "Temos muitos problemas na região do Báltico… O Báltico se comporta mais duramente. Isso é tão decepcionante. Não consigo entender o que está se passando naqueles países. Porque já virou norma. Não apenas para nossos jornalistas, mas para as pessoas que simplesmente são entrevistadas profissionalmente pelo [canal RT]. Todos são solicitados a comparecer nos serviços de inteligência, sendo obrigados a responder a várias perguntas", disse Simonyan.

    A editora-chefe do RT adiantou que isso "na verdade é assustador", pois, vale frisar que "trata-se de países europeus que se consideram parte do establishment democrático e isso é um absurdo".

    Mais:

    Repórter da RT preso na posse de Trump é absolvido de acusações
    Editora-chefe do RT: Departamento de Estado dos EUA retiraria nosso ar, se pudesse
    'Todos assistem': RT russo passa a ser transmitido na ONU
    Tags:
    guerra da informação, Russia Today, Google, Margarita Simonyan, Países Bálticos, Europa, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik