19:57 10 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    605
    Nos siga no

    Os muros, erguidos no caminho dos refugiados, não são a solução do problema, declarou o primeiro-ministro da Turquia, Binali Yildirim, ao comentar o decreto do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre a suspensão do acolhimento aos refugiados.

    O presidente dos EUA, Donald Trump, assinou, na sexta-feira, um decreto que suspende por 120 dias o acolhimento de refugiados no país, veta por período indeterminado o acesso de refugiados da Síria. Além disso, o decreto torna mais rígido o procedimento para obtenção de vistos.

    Durante a cerimônia de assinatura, Trump disse que, a partir de agora, a recepção de refugiados será muito mais “extrema”, para proteger o país de “terroristas estrangeiros”.

    “Vocês vão construir um muro, mas o muro não é a solução do problema. Os muros caem. O muro de Berlim ficou de pé por muitos anos e caiu em um dia. Porque não é possível resistir às mudanças. As questões regionais não podem ser varridos para baixo do tapete. É preciso enfrentar eles de frente, não deixando que cresçam”, disse o premiê turco durante uma coletiva de imprensa conjunta com a primeira-ministra britânica Teresa May, em Ancara. 

    Mais:

    Trump suspende programa de acolhimento de refugiados sírios nos EUA
    Trump veta entrada de muçulmanos, mesmo com ‘green card’
    Europeus denunciam agravamento da crise dos refugiados
    Erdogan concederá nacionalidade para alguns refugiados sírios e iraquianos
    União Europeia devolveu 801 refugiados sírios para a Turquia e aceitou 2.672 em 2016
    Tags:
    refugiados, Binali Yildirim, EUA, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar