20:10 21 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Um bombardeiro estratégico Tu-22, da Força Aeroespacial da Rússia, durante a operação na Síria

    Rússia e Turquia realizaram operação de ataques aéreos contra Daesh em Al-Bab

    © Sputnik / Ministério da Defesa da Federação da Rússia
    Mundo
    URL curta
    9192

    Ataques realizados no último sábado (21) atingiram 22 alvos terroristas em Al Bab, província da cidade de Aleppo.

    A Rússia e a Turquia realizaram uma operação conjunta de ataques aéreos contra o grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico) na província Al-Bab, em Aleppo. As ações foram em coordenação com a coalizão internacional liderada pelos EUA, que enviaram coordenadas dos alvos do grupo terrorista à Rússia pela primeira vez. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (23) pelo Ministério da Defesa da Rússia. 

    "Em 21 de janeiro, a Força Aeroespacial da Rússia e a Força Aérea da Turquia realizaram uma nova operação conjunta contra o grupo Daesh perto de Al-Bab, na província de Aleppo", informou o ministério.

    Três aviões de ataque russos — dois Su-24M e um Su-34 — quatro aviões turcos — dois F-16 e dois F-4 — participaram da operação.

    Segundo o Ministério da Defesa russo, um total de 22 alvos do Daesh foram atingidos.

    Esta foi a segunda operação conjunta da aviação russa e turca na Síria. Os primeiros ataques aéreos conjuntos entre as partes foram lançados em Al-Bab na última quarta-feira. 

    Al-Bab é um dos últimos redutos do Daesh perto da fronteira turca, sendo a tomada de controle sobre a cidade considerada de importância estratégica para a Turquia. 

    Mais:

    Caças russos e turcos efetuam primeira operação conjunta em Aleppo
    Ministério da Defesa russo: organizações humanitárias não prestam ajuda a Aleppo
    Síria inicia reconstrução da cidade de Aleppo
    Diplomata russo: 'histeria' antirrussa quanto à situação em Aleppo é desnecessária
    Tags:
    operação, ataque, terrorismo, Daesh, Ministério da Defesa (Rússia), Estado Islâmico, Aleppo, Turquia, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik