13:57 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Manuel Valls, primeiro-ministro da França

    Trump fez 'declaração de guerra à Europa', diz ex-premiê francês Manuel Valls

    © REUTERS/ Jacques Brinon/Pool
    Mundo
    URL curta
    21212

    O ex-primeiro-ministro francês Manuel Valls qualificou nesta segunda-feira (16) as declarações do presidente eleito dos EUA, Donald Trump, sobre a União Europeia e a OTAN, como uma “provocação” e uma “declaração de guerra à Europa”.

    Ontem (15), em uma entrevista ao jornal The Times, o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, chamou a OTAN de organização "ultrapassada", alegando que a aliança não está muito empenhada em combater o terrorismo e que as contribuições de seus países membros não são eficientes.

    Na mesma entrevista, Trump também deu boas-vindas à decisão britânica sobre o Brexit, criticou a política de imigração da chanceler alemã Angela Merkel e descreveu as perspectivas para melhorar as relações EUA-Rússia. 

    "Isso é uma provocação, é uma declaração de guerra à Europa. O presidente eleito dos EUA propõe a dissolução da Europa na esfera do comércio, da migração e da defesa", disse Valls em entrevista à emissora BFMTV. 

    O ex-premiê, que recentemente anunciou sua candidatura à presidência da França, disse ainda que as declarações de Trump não têm precedentes para as relações União Europeia-EUA. 

    "A única resposta a Trump deve ser a unificação da Europa, especialmente na esfera da defesa e do comércio", disse Valls. 

    O ex-primeiro-ministro acrescentou que uma aliança entre Trump e o presidente russo Vladimir Putin contra a Europa seria “o fim da paz”.

    Mais:

    Hollande criticou declarações de Trump sobre UE e OTAN
    Arábia Saudita está otimista com o governo de Trump
    Figurante do 'dossiê sobre Trump' lamenta por documento infundado arruinar sua carreira
    Tags:
    declaração de guerra, entrevista, Brexit, The Times, OTAN, Angela Merkel, Donald Trump, Manuel Valls, Europa, União Europeia, França, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik