17:14 16 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Mulheres curdas combatentes de peshmerga marcham durante uma sessão de treinamento conduzido por instrutores militares alemães em Arbil, a capital da região autônoma curda no norte do Iraque.

    Alemanha resolve passar mais um ano treinando militares e forças peshmerga no Iraque

    © AFP 2019 / Safin Hamed
    Mundo
    URL curta
    643
    Nos siga no

    O governo alemão decidiu nesta quarta-feira (11) prorrogar por mais um ano sua missão de treinamento militar no norte do Iraque, após o saldo de mortos do ataque terrorista contra a feira de Natal em Berlim no final do ano passado.

    "O mandato deve ser estendido até 31 de janeiro de 2018", disse o gabinete alemão em um comunicado, acrescentando que a medida ainda precisa ser aprovada pelo parlamento nacional.

    O governo disse ainda que o grupo terrorista Daesh continua sendo uma ameaça à paz e à segurança, mesmo apesar do avanço bem sucedido contra os terroristas islâmicos por parte das forças iraquianas. "Isto foi evidenciado por ataques na Europa, mais recentemente em Berlim", acrescentou o comunicado.

    A Alemanha treinou 12 mil combatentes curdos das forças peshmerga e das forças de segurança iraquianas desde o início do programa, há dois anos, com a ajuda de aliados. O país também forneceu aos combatentes curdos cerca de US$ 95 milhões em armas, munições e equipamentos, bem como em ajuda não letal, desde 2014.

    Mais:

    Ao lado das forças peshmerga e do exército iraquiano, cidadãos de Mossul combatem Daesh
    Alemanha envia 650 soldados para combater tráfico de armas do Daesh no Mediterrâneo
    Alemanha: Riad financia terroristas na União Europeia
    Tags:
    ataque terrorista, missão, treinamento, forças de segurança, peshmerga, Estado Islâmico, Daesh, Berlim, Iraque, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar