06:00 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Secretário de Estado dos EUA, John Kerry

    Kerry reforça acusações contra Rússia e supostos ciberataques

    © REUTERS/ Darren Ornitz
    Mundo
    URL curta
    684525

    O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, afirmou que a suposta interferência da Rússia nas eleições presidenciais dos EUA teve um efeito significativo sobre o processo político norte-americano.

    "Eu acho que todos os ciberataques que aconteceram, particularmente este da Rússia, tiveram um impacto profundo sobre nosso sistema, sobre nosso processo político", disse Kerry em entrevista à MSNBC. 

    "Os emails roubados de um dos partidos tiveram um impacto", observou o chefe da diplomacia norte-americana. 

    Apesar dos relatos na mídia sobre os planos da administração de Obama de responder aos supostos ataques cibernéticos da Rússia nas próximas semanas, Kerry não especificou as datas exatas ou os métodos a serem utilizados. 

    Serviços especiais americanos acusaram oficialmente Moscou de ter promovido tentativas de interferir nas eleições presidenciais nos EUA, reconhecendo, no entanto, não ter identificado qualquer aumento de atividade hacker no dia do pleito. 

    Moscou refuta veementemente quaisquer insinuações nesse sentido. O porta-voz do presidente, Dmitry Peskov, por sua vez, chamou as acusações contra Moscou de "absolutamente injustificadas" e adiantou, que tais declarações "não têm nenhuma base, não se substanciam por nenhuns fatos".

    Mais:

    Kissinger espera que EUA realizem ciberataques contra a Rússia
    CIA volta a acusar Rússia de ciberataques levando Trump a ironizar
    Inteligência estrangeira preparava ciberataques contra sistema financeiro russo
    EUA sobre ciberataques contra Rússia: O público 'não necessariamente' saberá o que faremos
    Tags:
    acusações, ataques cibernéticos, ciberataque, eleições, John Kerry, Dmitry Peskov, Barack Obama, Vladimir Putin, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik