17:38 15 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Discurso do atual presidente dos EUA Barack Obama

    Obama pede medidas para diminuir violência em Aleppo

    © REUTERS / Jonathan Ernst
    Mundo
    URL curta
    Crônicas de Aleppo libertada (64)
    15011
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Barack Obama, determinou que sejam tomadas medidas para diminuir a violência na Síria, em particular na região de Aleppo. A informação foi divulgada pelo porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest.

    Segundo ele, durante o encontro com assessores de segurança nacional, Obama recebeu "dados da tragédia humanitária em Aleppo". Com isso, o presidente norte-americano pediu que "sejam tomadas todas as medidas em coordenação com os aliados e parceiros para diminuir o nível da violência, com acesso humanitário, e que seja feito tudo para aqueles que ainda se encontrem na cidade sitiada possam evacuar". 

    Durante o pronunciamento, foram reiteradas as acusações contra o governo da Síria, assim como contra a Rússia e o Irã pela "terrível violência". 

    O representante oficial da Ministério da Defesa, major-general Igor Konashenkov, declarou nesta terça-feira (13) que a "bem sucedida operação das tropas sírias para libertar os bairros do leste de Aleppo foi em todos os sentidos humana no que diz respeito à população civil". 

    O Ministério da Defesa também destacou que todos os pedidos por parte da Rússia aos parceiros ocidentais e organizações internacionais para enviar a "prometida ajuda humanitária à população civil de Aleppo ficou sem resposta" ou foi usada a justificativa da "ameaça de segurança". 

    Tema:
    Crônicas de Aleppo libertada (64)

    Mais:

    Fonte na Síria revela plano de retirada dos terroristas e seus familiares de Aleppo
    Governo de Aleppo: combates cessaram a partir da noite de terça
    Jihadistas remanescentes em Aleppo pediram para deixar a cidade
    Tags:
    operação, bombardeio, ajuda humanitária, violência, tragédia, Ministério da Defesa (Rússia), Casa Branca, Josh Earnest, Igor Konashenkov, Barack Obama, Rússia, Aleppo, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar