05:38 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Cidade de Raqqa na Síria

    Curdos sírios fazem ofensiva bem sucedida contra Daesh em Raqqa

    © Sputnik / Hikmet Durgun
    Mundo
    URL curta
    432
    Nos siga no

    Os destacamentos das 'Forças Democráticas da Síria' (SDF) continuam realizando com êxito a ofensiva contra o principal reduto dos terroristas do Daesh (Estado Islâmico, proibido na Rússia) na Síria, a cidade de Raqqa, libertando diversos assentamentos.

    De acordo com o canal de televisão libanês "Al-Mayadin", a formação árabe-curda está combatendo a uma distância de 30 quilômetros de Raqqa até a presente data e assumiu o controle de uma série de posições importantes, incluindo várias usinas que estavam nas mãos dos terroristas.

    Também foi informado que destacamentos do Daesh foram eliminados de posições montanhosas estrategicamente importantes em Tell el-Saman, forçando os terroristas a recuar em direção a Raqqa. 

    Em 6 de novembro, as Forças Democráticas da Síria (SDF), apoiadas pelos EUA e lideradas por curdos, anunciaram o início da operação nomeada Fúria do Eufrates para retomar Raqqa do controle do Daesh.

    Considerada como a "capital do Daesh", a cidade de Raqqa fica localizada no norte da Síria, às margens do rio Eufrates, e foi tomada pelos terroristas em 2013. Após ficar sob o controle dos jihadistas, as tropas do governo tentaram retomar a região local, inclusive com a ajuda de aviação, mas suas ações ainda não alcançaram sucesso.  

    Mais:

    Ofensiva de Raqqa: mais um esforço de Obama para acabar sua presidência com sucesso
    'Possivelmente EUA prometeram Raqqa aos curdos em troca de sua presença militar na Síria'
    Que planos têm os curdos para Raqqa?
    EUA continuarão apoiando parceiros na Síria em ofensiva contra Raqqa – Pentágono
    Operação Fúria do Eufrates: o que se sabe até hoje sobre ofensiva contra Raqqa?
    Tags:
    Escudo do Eufrates, libertação, terroristas, ofensiva, SDF, Estado Islâmico, Daesh, Eufrates, Curdistão sírio, EUA, Raqqa, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar