12:47 18 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    605
    Nos siga no

    O departamento de Estado gostaria que as pausas humanitárias em Aleppo continuassem, disse aos jornalistas nesta sexta-feira o porta-voz do órgão, Mark Toner.

    Refugiados do bairro 1070, no sudoeste de Aleppo (Arquivo)
    © Sputnik / Michael Alaeddin
    "Gostaríamos que (pausas humanitárias) continuassem. Também gostaríamos de acesso humanitário para a população", disse Toner durante briefing em Washington. Ao ser perguntado se o departamento de Estado estaria a par da contraofensiva dos terroristas em Aleppo, Toner disse que o órgão recebeu informações gerais sobre esse tema. Segundo ele, isso demonstra que tomar Aleppo é mais difícil, do que parece, e que as ações dos dois lados do conflito só provocam a escalação da violência.

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, considera necessária a prorrogação da pausa humanitária em Aleppo, para possibilitar a saída da população civil e da oposição moderada das zonas de combate na cidade, informou o porta-voz de Putin, Dmitry Peskov.

    A pausa humanitária em Aleppo foi realizada pelo comando militar da Síria, em cooperação com a Rússia, de 20 a 22 de outubro. Os corredores humanitários para a saída da população civil e da oposição moderada continuam ativos 24 horas por dia.

    Mais:

    Ataque terrorista mata 15 e deixa 150 feridos em Aleppo
    Exército sírio rechaça ações terroristas em Aleppo
    Rússia defende novas pausas humanitárias em Aleppo
    Ministério da Defesa russo: Três crianças mortas e 10 feridas em ataque a escola de Aleppo
    Rússia diz que terroristas frustraram tentativa de evacuar 40 civis em Aleppo
    Moscou e Damasco podem restabelecer pausas humanitárias em Aleppo
    Tags:
    pausa humanitária, Mark Toner, Dmitry Peskov, Vladimir Putin, Aleppo, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar